Bloco de Carnaval de Pernambuco produz máscaras contra o coronavírus

Máquinas de costura que produzem fantasias e adereços no período carnavalesco agora confeccionam importante equipamento de proteção contra a covid-19

MOBILIZAçãO
Bloco de Carnaval de Pernambuco produz máscaras contra o coronavírus

Máscara de proteção contra o coronavírus são produzidas por organização de bloco carnavalesco em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco - Foto: Cortesia

No município de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, o bloco carnavalesco Calu Mulher aderiu à rede de solidariedade no combate ao novo coronavírus.

Através da campanha “costura solidária”, as máquinas que são usadas na confecção de fantasias e adereços no período de carnaval, agora estão sendo utilizadas para a fabricação de máscaras de proteção.

A casa de dona Cleonice Barbosa se transformou em uma espécie de ateliê solidário no centro da cidade. A filha dela, Betânia Barbosa, uma das integrantes do bloco, explica como surgiu a ideia.

“A ideia inicial surgiu de uma inquietude da nossa família em ver essa situação, a pandemia que estamos passando. Também vimos um vídeo das pessoas aglomeradas na fila do banco sem o mínimo cuidado e precaução em relação à doença que está nos assolando. E isso mexeu muito com a gente e achou que poderia fazer alguma coisa para ajudar essas pessoas a se protegerem.”

Além da doação das máscaras, a integrantes do grupo repassarão informações sobre a utilização correta do equipamento de proteção.

“Não é doar a máscara em si, a campanha não está fundamentada só nisso, mas na questão da orientação e esclarecimento. Nós vamos em equipe distribuir essa máscara, orientar o uso, o manuseio, a higienização. Geralmente são pessoas que vêm do interior e que não é esclarecida, que não sabe os cuidados que deve manter.”

A população também tem colaborado na fabricação com a doação de lençol. A orientação é que seja um tecido 100% algodão para garantir uma proteção ainda maior das pessoas. A organização do bloco afirma que profissionais de saúde supervisionam todo o material recebido.

Ouça a reportagem de Alfredo Neto:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.