Secretário diz que não há previsão de retomada das aulas em Pernambuco

Desde o dia 18 de março que as aulas em Pernambuco foram suspensas devido ao risco de contaminação do novo coronavírus

EDUCAÇÃO
Secretário diz que não há previsão de retomada das aulas em Pernambuco

Desde o dia 18 de março que as aulas foram suspensas devido ao risco de contaminação do novo coronavírus - Foto: Foto: Guga Matos/JC Imagem

O secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, desmentiu uma notícia falsa que tem circulado nas redes sociais sobre o retorno das aulas em Pernambuco e afirmou que ainda não há previsão para que os estudantes possam retomar às salas de aula. Desde o dia 18 de março que as aulas foram suspensas devido ao risco de contaminação do novo coronavírus. 

“Não temos nenhuma projeção com relação a isso. Essa decisão vai ser tomada a depender do andamento da situação da pandemia. Aliás, essa não é uma situação exclusiva de Pernambuco ou do Brasil. É no mundo todo”, disse o secretário, referindo-se à suspensão das aulas. “Oficialmente aqui no estado as aulas estão suspensas até o dia 30 de abril, mas no final do mês vai ser feita uma avaliação do um cenário e aí o governador vai decidir pela retomada ou continuidade”, disse.

Ainda segundo o secretário de Educação de Pernambuco, um dos motivos para o fechamento das escolas é que este é um ambiente de grande aglomeração de pessoas, o que cria um ambiente propício para a transmissão do novo coronavírus. 

Fake news 

A fake news diz que houve uma live e após uma reunião, a perspectiva é de que aulas sejam retomadas em três meses. O secretário negou a informação e disse que a suposta reunião nunca foi realizada. “O interessante é que essa mesma notícia circulou cerca de duas semanas atrás em outros estados (...) A notícia é falsa. Sequer existiu essa live ou essa reunião específica”, garantiu. 

De acordo com o secretário, as informações oficiais são sempre postadas pelas redes sociais oficiais da Secretaria Estadual de Saúde. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.