Novos contratados do Náutico iniciam treinamentos em casa

Os meias Dadá Belmonte e Júnior Britez receberam uma cartilha de treinamentos do preparador físico do Timbu, Walter Grassmann

ROTINA DE TREINOS
Novos contratados do Náutico iniciam treinamentos em casa

Júnior Britez foi o segundo reforço anunciado pelo Náutico durante a paralisação do coronavírus - Foto: Divulgação/Náutico

Com informações de Lucas Holanda, do Blog do Torcedor

Diante da indefinição na volta do futebol em decorrência da pandemia do novo coronavírus, os atletas seguem mantendo a forma física em suas próprias residências. Com isso, os meias Dadá Belmonte e Júnior Britez, últimos reforços anunciados pelo Náutico, já receberam um treinamento específico criado pelo preparador físico do clube, Walter Grassmann, para iniciar a programação caseira e minimizar os prejuízos físicos.   

"Recebemos agora tanto o Júnior Britez quanto Dadá (Belmonte). Júnior estava no Brasil e já participa normalmente da programação de treinos que tenho enviado ao grupo, juntamente com o Paiva, outro paraguaio. Eles moram próximos e executam o treinamento semanal juntos, isso facilita. Não está tendo problema de adaptação, eles se entendem bem. Dadá vinha em atividade e passei a ele também os treinos desta semana, podendo escolher também uma programação que utilizei nas semana anteriores, levando em consideração o local que tem a disposição", disse o preparador físico alvirrubro.

Detalhamento dos treinos

De acordo com Walter Grassmann, a ideia é repassar semanalmente uma programação onde o atleta consiga exercitar todas as partes, deixando os treinamentos engessados de lado. "Iniciamos uma nova semana e todo domingo eu posto no grupo o trabalho que precisa ser feito de segunda a sábado. Domingo é o dia de folga, mas também não impede que eles executem algumas atividades. Faço a programação de forma progressiva. É até perigoso o atleta fazer o mesmo tipo trabalho todas as vezes em casa. Então a minha programação não é engessada e atende todas as necessidades, com muito trabalho de bola, com auxílios dos filhos e esposas”. 

“O jogador pode também simular outras ações, chutando bola na parede, cabeceio, aceleração, salto. Isso vai acontecer até iniciarmos nosso trabalho de campo", finalizou Grassmann.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.