Alerta

OMS afirma que ainda não há evidência científica de imunidade para quem teve coronavírus


Estudos com infectados ainda não foram concluídos para afirmar que contaminados estão imunes à covid-19

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 27/04/2020 às 9:32
Gerd Altmann/Pixabay
FOTO: Gerd Altmann/Pixabay
Leitura:

Em entrevista ao Passando a Limpo desta segunda-feira (27), o diretor-assistente da Organização Mundial da Saúde (OMS) Jarbas Barbosa afirmou que a ciência ainda faz pesquisas para avaliar a imunidade das pessoas que tiveram covid-19. Segundo ele, os estudos ainda não foram concluídos e não se pode afirmar que quem teve coronavírus não terá novamente.

Leia também: Polícia Federal faz alerta de golpe no Whatsapp que promete auxílio da Caixa

Covid-19: Brasil adota uso de máscaras como política de saúde pública

Saque de auxílio emergencial de R$ 600 começa a ser liberado hoje

"Infelizmente ainda não sabemos. A grande maioria dos vírus, inclusive os dois primos do coronavírus, produz o efeito de imunidade em quem teve, mas no caso da covid-19, nós ainda não temos estudos nas pessoas que já foram contaminadas para avaliar a quantidade de anticorpos que são capazes de prevenir de uma segunda infecção. A gente precisa de mais dados científicos para confirmar", explicou Jarbas.

Ouça a entrevista na íntegra:


Mais Lidas