STF

STF: Ministro Celso Mello dá 5 dias para PF tomar depoimento de Moro

Celso de Mello determinou que ex-ministro apresente provas

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 30/04/2020 às 22:37
Carlos Moura/SCO/STF
FOTO: Carlos Moura/SCO/STF
Leitura:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello determinou nesta quinta-feira (30) que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro seja intimado para prestar depoimento à Polícia Federal (PF) no prazo de cinco dias. Pela decisão, Moro deverá apresentar provas das acusações feitas na semana passada contra o presidente Jair Bolsonaro.

O decano do STF atendeu a pedido de parlamentares pela redução do prazo que inicialmente era de até 60 dias.

"Considerando as razões de urgência nela invocadas pelos Senhores congressistas, determino, não obstante os autos estejam na douta Procuradoria-Geral da República, seja intimado, desde logo, para inquirição, o Senhor Sérgio Fernando Moro, em ordem a que possa apresentar '(...) manifestação detalhada sobre os termos do pronunciamento, com a exibição de documentação idônea que eventualmente possua acerca dos eventos em questão'", escreveu Celso de Mello.

Inquérito

A oitiva será a primeira medida tomada no inquérito aberto a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para apurar suposta tentativa de interferência na PF ou crime de denunciação caluniosa. O pedido para agilizar a data do depoimento foi feito por parlamentares da oposição.

Na sexta-feira (24), durante pronunciamento, Bolsonaro negou que tenha pedido para o então ministro interferir em investigações da PF.

Mais Lidas