BAHIA

Festa de aniversário de 15 anos é suspensa após descumprir decreto

A festa iria aglomerar cerca de 50 pessoas em um povoado do município de Várzea Grande, na Bahia, o que está proibido segundo decreto municipal

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 05/05/2020 às 8:57
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Uma festa de 15 anos que seria realizada no último sábado, dia 2 de maio, no munício de Várzea Nova, na Bahia, foi suspenso pela Justiça a pedido do Ministério Público da Bahia. O evento estava previsto para acontecer às 18h em uma residência no pequeno povoado de Tábua iria reunir cerca de 50 pessoas. O município tem cerca de 12.600 habitantes e está localizado a aproximadamente 440 quilômetros de Salvador.

O risco de contaminação pelo novo coronavírus e a proibição de aglomeração de pessoas durante o período da pandemia não parece assustar os moradores do interior. Mesmo após um alerta dados aos responsáveis pelo evento sobre a proibição da comemoração, o aniversário foi mantido.

Decreto

Na decisão, a Justiça determinou que a festa não poderá ser realizada enquanto o decreto municipal estiver em vigência. A promotora de Justiça Rossil Matos contou que ficou sabendo do aniversário de 15 anos pela Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária. Todos os eventos na cidade estão cancelado, segundo decreto municipal. "Várzea Nova, especificamente, tem decreto municipal proibindo a realização de qualquer tipo de evento, seja público ou privado, em local aberto ou fechado, independente do quantitativo de pessoas, justamente porque já tem caso confirmado de paciente residente no município”, explicou.

Ela ressalta que o MP tem cumprido um papel importante no combate a pandemia de várias maneiras. “O Ministério Público da Bahia tem atuado diuturnamente através das suas diversas Promotorias de Justiça e nas diversas áreas de atribuição no sentido de acompanhar a implementação e o andamento das ações de prevenção e contingenciamento do avanço do novo coronavírus", disse.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada:

Mais Lidas