Regina Duarte deixa cargo de secretária Nacional de Cultura

Segundo o presidente Bolsonaro, a atriz justificou a saída porque "sente falta da família" e vai assumir Cinemateca em São Paulo

SAíDA
Regina Duarte deixa cargo de secretária Nacional de Cultura

Regina Duarte e Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução/Twitter

Após 60 dias no comando da Secretaria Nacional de Cultura, a atriz Regina Duarte deixou o cargo nesta quarta-feira (20). A saída foi divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro, via Twitter, com a justificativa de que ela "sente falta de sua família".

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", afirmou o presidente na postagem de um vídeo com Regina.

"Eu acabo de ganhar um presente que é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. O convite para fazer cinemateca, que é um braço da cultura que funciona lá em São Paulo e é um museu de toda a filmografia brasileira, ficar ali, secretariando o governo dentro da Cultura na Cinemateca", disse Regina na gravação.

Leia também: Maestro demitido por Regina Duarte volta à presidência da Funarte

Em entrevista conturbada, Regina Duarte minimiza mortes na Ditadura, e cita Hitler e Stalin

Ainda no vídeo, ambos negaram desentendimentos e que o novo cargo de Regina será próximo de sua residência em São Paulo. "A família está querendo a minha proximidade e eu estou sentindo muita falta dos meus netos, dos meus filhos. É um presente duplo", afirmou a artista.

Confira o vídeo de Regina Duarte e Bolsonaro:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.