Coronavírus: sindicato denuncia falta de proteção da saúde de policiais civis em Pernambuco

Segundo presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, o sindicato enviou ofício ao governador Paulo Câmara para a compra de máscaras e álcool em gel para os policiais em meio à pandemia do coronavírus

PROTEçãO
Coronavírus: sindicato denuncia falta de proteção da saúde de policiais civis em Pernambuco

Áureo Cisneiros, presidente do Sinpol - Foto: Divulgação/ Sinpol

Em entrevista ao Passando a Limpo desta terça-feira (26), o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), Áureo Cisneiros, afirmou que pediu ao governo de Pernambuco um maior cuidado com a saúde dos agentes durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, falta distribuição de máscaras e álcool em gel nas delegacias do estado, além da falta de limpeza desses locais e também das viaturas policiais.

Leia também: Especial Coronavírus - A quarentena mais rígida está funcionando em Pernambuco?

Pós-pandemia: a expectativa das pessoas para o fim da pandemia do coronavírus

Coronavírus: por segurança, OMS suspende testes com cloroquina

“É um problema nosso. Já colocamos isso através de ofício para o governador. A falta de de kits de proteção, como máscaras e álcool em gel nas delegacias. O Sinpol, por exemplo, nós fizemos um esforço e compramos 10 mil máscaras, distribuímos em todo o estado, e 2 mil litros de álcool em gel, porque o estado não estava fornecendo e a gente queria resguardar a saúde e a vida dos policiais. Agora é um problema de desinfecção das delegacias e das viaturas”, disse Áureo, que afirmou ainda que fez dois ofícios destinados ao Palácio do governo e ao secretário de Defesa Social.

Ainda de acordo com o presidente do Sinpol, a covid-19 tem contaminado muitos policiais. “Estamos tendo muitas baixas. Mais de 170  policiais afastados com suspeita e com exames que confirmaram a covid. Sete policiais civis foram a óbito devido à covid-19. Então a gente está muito apreensivo com essa situação, pedimos inclusive urgência ao governo do estado nessa questão da desinfecção e dos kits de proteção em quantidade necessária para os policiais civis.”

Ouça a entrevista na íntegra:

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco encaminhou uma nota oficial sobre o assunto.

Veja a nota da SDS-PE na íntegra:

A Polícia Civil de Pernambuco informa que, desde a entrada do Novo Coronavírus no território pernambucano está tomando todas as providências para salvaguardar a saúde do seu efetivo.

Desde o início dos casos, a Polícia Civil já adquiriu, até o momento, 3.657,3 litros de álcool em gel; 2.492 litros de álcool líquido 70%; 30.641 unidades de máscaras; 93.297 unidades de luvas; além de água sanitária, detergente, desinfetante e outros produtos de proteção individual e de higiene. A Secretaria de Defesa Social (SDS) também repassou uma grande quantidade de material como, por exemplo, 1.400 litros de álcool em gel; 6.098 litros de álcool líquido 70% e 31.000 unidades de máscaras. Some-se a estes números uma grande quantidade de produtos doados à Corporação. Entre outros materiais, foram recebidos 507,36 litros de álcool em gel e 1.803 litros de álcool líquido 70%.

O procedimento de higienização das viaturas, alojamentos e instalações dos policiais também vem sendo realizada, juntamente com a sanitização.

Como medidas administrativas de prevenção, foram suspensos cursos, capacitações, instruções, solenidades e outras atividades que aglomerem servidores na Polícia Civil e em todas as operativas.

Além disso, os crimes que antes só podiam ser denunciados presencialmente passaram a ser notificados por meio da Delegacia pela Internet (no site www.sds.pe.gov.br). Isso inclui mais de 25 tipos de delitos, como roubo, depredação, ameaça, calúnia e crimes contra o consumidor. Somente casos em que são necessárias perícias médico-legais ou crimes contra a vida, que exigem providências imediatas, são registrados presencialmente.

As forças de segurança estão sendo priorizadas na realização de testes laboratoriais em servidores que apresentam os primeiros sintomas da doença. Assim foi possível identificar que, dos 366 policiais civis que fizeram o teste da Covid-19, 53 testaram positivo para o Novo Coronavírus em todo o Estado. Esses profissionais foram afastados, assim como suas equipes, logo nos primeiros sintomas, e foram realizadas as instruções para o devido tratamento. Alguns estão, inclusive, terminando a fase de quarentena para retornar aos postos de trabalho. Para infelicidade não apenas da Corporação, mas de seus familiares, amigos e colegas de trabalho, um policial civil faleceu em decorrência de complicações da doença.

Por fim, é importante ressaltar que esse momento exige união de forças e integração de todos para superarmos o cenário enfrentado hoje por todos os pernambucanos. E a PCPE, pelos serviços essenciais que presta à sociedade, precisa estar nas ruas e postos de trabalho, colaborando para a superação da pandemia e combate à violência.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.