Travesti é morta a facadas dentro de ônibus no Recife

Crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (25); segundo testemunhas, suspeito teria agido por ciúmes

VIOLêNCIA
Travesti é morta a facadas dentro de ônibus no Recife

Crime aconteceu no Terminal do Cais de Santa Rita - Foto: Bruno Campos/TV Jornal

Uma travesti foi assassinada a golpes de faca dentro de um ônibus no Terminal do Cais de Santa Rita na madrugada desta quinta-feira (25). De acordo com a polícia, a vítima, que aparentava ter 30 anos, foi esfaqueada pelo menos seis vezes.

O crime aconteceu dentro de um ônibus da linha Marcos Freire/Bacurau. O motorista do coletivo, que prefere não se identificar, contou à reportagem da TV Jornal que a travesti tentou se proteger do assassino dentro do ônibus. 

“Eu estava com o veículo parado para sair às 3h, que era o previsto, quando a travesti, que foi assassinada, subiu no carro, correndo, já pedindo socorro. E, em seguida, o meliante subiu atrás e eu não tive condições de fechar a porta porque não deu tempo, foi muito rápido. Aí ele começou esfaqueando e eu ainda gritei pra ele não fazer isso e pulei do veículo para procurar uma viatura, pra socorrer a travesti. Mas, infelizmente, já era tarde, não tinha mais condições de salvá-la”, relatou o condutor do ônibus.

A vítima, que se identificava como “Lady Gaga”, morreu no local. O suspeito foi encontrado ainda no terminal com a faca utilizada ensanguentada. Ele confessou o crime. Ainda segundo o motorista, a travesti foi morta por causa de ciúmes.

“Foi por ciúme porque o pessoal aqui começou comentando que o rapaz que assassinou a travesti disse que estava fazendo isso porque ela não deveria ter se metido com a esposa dele. Ela estaria induzindo a esposa desse cara a não ficar mais com ele e, de certa forma, estava encontrando outras pessoas para ela se relacionar.”

A amiga da vítima, que também não quis se identificar, conta que a briga entre o assassino e a travesti começou por volta de meia-noite. Ela chegou a pressentir a própria morte. 

“Ela chegou pra mim e fez ‘deixa eu ficar aqui porque eu vou morrer hoje’. Eu disse pra ela ‘fica aqui’. Mas o outro chegou, o cara que estava endemoniado e puxou ela pelos cabelos. Saiu arrastando ela pelos cabelos até chegar no ônibus e esfaqueou ela dentro do ônibus”, contou.

Peritos do Instituto de Criminalística foram acionados para fazer uma perícia no local. Segundo o perito Diogo Sinésio, as câmeras de monitoramento do ônibus não estavam funcionando.

“Infelizmente, o sistema de câmeras estava, acho, sem o cartão de memória, pelo o que o motorista falou, e não gravou. Isso prejudica, mas não é um fator preponderante para não conseguir capturar os algozes. Mas acredito que, com o andar das investigações, se consiga alguma informação.”

O suspeito, preso, foi identificado como Daniel José de Freitas, de 22 anos. Além dele, um adolescente de 17 foi apreendido. Eles foram levados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, onde foram autuados em flagrante.

Ouça a reportagem de Cinthia Ferreira:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.