Mãe e filho são assassinados a tiros dentro de casa em Água Fria

O marido conseguiu escapar dos criminosos, mas a esposa e o filho foram mortos com tiros na cabeça

LATROCíNIO
Mãe e filho são assassinados a tiros dentro de casa em Água Fria

Duplo Homicídio no bairro de Água Fria em Recife. Mãe e filho, menor de 16 anos, foram executados com dois tiros na cabeça. A polícia suspeita de latrocínio. - Foto: CRÉDITO BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM.

Mãe e filho foram assassinados na madrugada desta segunda-feira (29) na própria residência localizada na Rua Major Guilherme Bonifácio, no bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife. Rosangela Francisca Dias, de 44 anos, e Lucas Dias da Silva, de 16, foram mortos com dois tiros na cabeça, cada um, dentro do quarto do adolescente.

Segundo informações iniciais da polícia, pelo menos três homens participaram do crime. O perito Lucas Araújo conta que eles chegaram em um veículo modelo Corolla, de cor prata e, dois dos homens, pularam o muro da casa. “Eles se passaram por polícia, dizendo que tinham recebido uma denúncia. O marido da vítima ia abrir a grade interna que dava acesso a casa e a esposa dele, ficou desconfiada dizendo para não abrir. Nesse momento, os invasores utilizaram um alicate para romper o cadeado e invadir a casa. Eles tentaram conduzir as pessoas para um dos cômodos para poder vasculhar a casa e, enquanto eles procuravam, o pai conseguiu fugir”, detalhou. 

Rosângela foi encontrada com as mãos amarradas para trás. Ainda de acordo com a polícia, os criminosos estavam atrás de cerca de R$4 mil , que pertenciam ao marido da vítima, que conseguiu fugir. “Ele fugiu da casa e ficou em um local próximo. Depois, ligou para a polícia. Ele ouviu os disparos e possivelmente a fuga dos criminosos em um veículo”, disse o perito.

Mesmo tendo encontrado o dinheiro, os criminosos atiraram nos reféns. O equipamento onde eram armazenadas as imagens das câmeras de segurança foi levado pelos criminosos. Mas as câmeras de estabelecimentos próximos podem ajudar a esclarecer o que aconteceu. O caso vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Ouça a reportagem de Cinthia Ferreira: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.