AGRESTE

Criminosos explodem terminais da agência da Caixa de Limoeiro


Pelo menos três caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal da cidade ficaram destruídos

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 01/07/2020 às 9:51
Bruno Campos/ JC Imagem
FOTO: Bruno Campos/ JC Imagem
Leitura:

A agência da Caixa Econômica Federal de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, foi alvo de criminosos na madrugada desta quarta-feira (1º). Pelo menos três caixas eletrônicos foram explodidos. Segundo a Polícia Militar, a ação foi rápida e aconteceu por volta das 4h.

A agência bancária ficou com parte do teto destruída, além de ter as portas de vidro quebradas. Os caixas haviam sido abastecidos, porém, vários saques haviam sido efetuados. O valor levado pelos criminosos não foi revelado.

A unidade da Caixa atende, pelo menos, nove municípios do entorno de Limoeiro. A agência mais próxima fica na cidade de Carpina. A situação pode ser um problema para as milhares de pessoas que precisam receber o auxílio emergencial de R$ 600 que está sendo pago pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o major Adir Alves, comandante da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar, detalha a ação. “Nós temos a informação de que seriam doze homens em duas caminhonetes e ocorreu por volta das 4h. Eles seguiram sentido Passira, na Zona Rural”, disse.

Ação rápida

A ação durou cerca de 10 minutos e, durante a fuga, os criminosos efetuaram vários disparos de arma de fogo e espalharam grampos na estrada. “Foram ouvidos vários disparos, porém a gente ainda não conseguiu detectar verdadeiramente o local onde eles efetuaram os disparos porque a gente não achou nenhuma cápsula de munição (...) Isso é uma ação que eles geralmente já fazem isso, essas quadrilhas colocam grampo nas estradas para evitar a perseguição da Polícia Militar”, comentou o major da PM.

Ainda não foi identificado nenhum veículo abandonado. A Polícia Federal ficará responsável pelas investigações.


Mais Lidas