Psicólogo revela que professores têm se queixado da pressão dos pais

Segundo pesquisa, 75% dos professores não receberam suporte emocional das escolas durante a pandemia

PANDEMIA
Psicólogo revela que professores têm se queixado da pressão dos pais

De acordo com pesquisa do Instituto Península, 67% professores responderam que estão ansiosos - Foto: ABr

 

Segundo um estudo do Instituto Península, uma organização social que atua nas áreas de educação e esporte, 67% professores responderam que estão ansiosos, enquanto 38% revelam estar sobrecarregados neste momento. A pesquisa “Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do Coronavírus no Brasil” foi feita com mais de sete mil professores sobre como eles se sentem durante a pandemia.

Além disso, a pesquisa revela ainda que 17% desses professores estão se sentindo depressivos. Lidar com uma realidade jamais vista, da noite para o dia, e ainda ter que equilibrar as emoções para ministrar aulas remotas por horas não tem sido uma tarefa fácil.

O psicólogo Saulo Rocha afirma que tem percebido muitas queixas desses profissionais no consultório. “Não é raro encontrar na fala deles uma espécie de esgotamento, acordam o dia e já se vê esgotado, uma falta de energia ou então uma tristeza. Esses números revelam a grande realidade que muitos professores estão enfrentando a partir dessa nova configuração que nós temos por causa da pandemia”, contou.

Segundo a pesquisa, 75% dos profissionais não receberam suporte emocional das escolas. O psicólogo revela que muitos docentes também têm se queixado da pressão dos pais. “Os professores nos consultórios falam que existem muitos pais incompreensivos. Foi preciso dar uma nova metodologia de ensino, e os professores também passam tarefas para casa, os pais já dizem que se sentem sobrecarregados”, disse.

Ele aconselha que os professores peçam suporte da escola para mediar situações mais complicadas com pais incompreensivos.

Falta de preparo para o ensino remoto 

O estudo também mostra que 83,4% dos professores revelaram que não se sentem preparados para o ensino remoto. “Boa parte do cronograma de toda organização de estudos e até da forma como os professores hoje em dia são preparados não inclui muitas vezes um ensino à distância ou outras modalidades de articulação da própria pedagogia do ensino de modo remoto”, comentou o psicólogo.  

O psicólogo aconselha que os professores mantenham contato com outros colegas para compartilhar as experiências.  

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.