solidariedade

Cufa entrega quentinhas, máscaras e álcool em comunidade do Recife


Nesta terça-feira (4) os integrantes da Cufa visitaram a comunidade do Vietnã, que fica na Zona Oeste do Recife

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 04/08/2020 às 14:39
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Na manhã desta terça-feira (4) integrantes da Central Única de Favelas (Cufa) em Pernambuco realizaram uma ação para distribuir máscaras, álcool em gel e quentinhas na Comunidade do Vietnã, localizada no bairro dos Torrões, Zona Oeste do Recife.

A Cufa entregou cerca de 100 quentinhas aos moradores da comunidade. A presidente da entidade em Pernambuco, Altamiza Melo, falou sobre o trabalho da central, que tem ajudado outras comunidades carentes da Região Metropolitana do Recife, em meio à pandemia do coronavírus.
“A gente vem atuando em 500 favelas da Região Metropolitana, passando em sete municípios. Todo dia a gente vem fazendo entrega de almoço, sopão. Distribuímos cesta básica, álcool em gel, máscaras nesse programa imenso que conta com a parceria do Governo do Estado de Pernambuco, Instituto Galo da Manhã, ONU Habitat”, disse.

Testes

A partir desta quinta-feira (6) a Cufa em Pernambuco irá começar a oferecer testes da covid-19 gratuitos para a população das comunidades que visitarem, a começar pela favela Irmã Dorothy, no bairro da Imbiribeira, em Recife.
“Quinta-feira a gente inicia a testagem da covid-19 na favela Irmã Dorothy (...) As pessoas que testarem positivo vão cumprir isolamento social no Cais, que é uma parceria do Governo do Estado, CPD e a Cufa. Lá eles terão cinco refeições diárias, médico e ambulância à disposição. Caso aconteça alguma complicação no quadro deles, serão transferidos imediatamente para o hospital”, explicou.

Próxima ações

Segundo Altamiza Melo, as próximas ações semelhantes à realizada na comunidade do Vietnã ocorrerão em outros locais. “Amanhã essa ação acontece no Chicletinho, no Ibura. Está acontecendo também na favela Brega e Chique, na Caxangá. Cada dia a gente vem percorrendo um lugar diferente, levando um pouco de alento para os moradores das favelas”, disse.

Ouça a reportagem de Isa Maria:


Mais Lidas