Alunos e funcionários de academia em Olinda são feitos de reféns em assalto

Um dos professores da academia chegou a ser agredido durante a ação

ASSALTO
Alunos e funcionários de academia em Olinda são feitos de reféns em assalto

No local, existem câmeras de segurança que podem ajudar a polícia na investigação. - Foto: Pixabay

Uma academia no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda, foi alvo de um assalto na manhã desta quarta-feira. Cerca de 15 pessoas estavam no local durante a ação criminosa, como alunos e professores, que viveram momentos de pânico.

De acordo com alunos, dois homens entraram no estabelecimento fingindo que estavam em busca de informações. De repente, um deles puxou a arma, pulou a porta da entrada e anunciou o assalto.
O jornalista Fernando Seabra estava próximo à porta e foi feito de refém. “Ele me pegou pelo pescoço, botando a arma na minha cabeça e pedindo para eu recolher os celulares. Também pediu para outros funcionários e alunos da academia irem para a parede e ficarem de mãos levantadas e me pediram para recolher os celulares de cada um. Em seguida eles pegarem as chaves de todo mundo, que estavam em um chaveiro da academia, para ninguém ir atrás deles e trancaram a gente dentro do local.” relatou.

O jornalista afirma que a ação foi muito rápida, no entanto, de acordo com a vítima, os bandidos estavam muito nervosos e ameaçavam atirar o tempo todo. Um deles chegou a agredir um dos professores.

A dona da academia, Raisa Fagundes, ficou em choque diante do ocorrido. Ela chamou a polícia e prestou um boletim de ocorrência. “Nesse momento que a gente está buscando forças para se reerguer, vem uma situação dessa. É realmente desolador, a gente está bem triste em todos os aspectos, pelo ocorrido e pelas circunstâncias que a gente se encontra”, disse.

Os dois assaltantes fugiram a pé. No local, existem câmeras de segurança que podem ajudar a polícia na investigação.

Ouça a reportagem de Beatriz Albuquerque:

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.