Casal é preso por estupro de filhos, netos e sobrinhos, em Jaboatão dos Guararapes

Segundo as investigações, os estupros aconteciam há cerca de 10 anos

CRIME
Casal é preso por estupro de filhos, netos e sobrinhos, em Jaboatão dos Guararapes

O homem de 45 anos abusava das vítimas com a conivência da esposa. - Foto: Foto: Divulgação

Um casal foi preso pelo estupro dos filhos, incluindo um jovem de 19 anos com paralisia cerebral, os netos e os sobrinhos, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Segundo os detalhes apresentados pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (7), o homem de 45 anos abusava das vítimas com a conivência da esposa. O crime era cometido há cerca de dez anos.

De acordo com o delegado Dalirson Macedo, o suspeito, um pedreiro, impedia que as vítimas saíssem de casa para que os estupros não fossem descobertos. “Ele fazia de tudo para que esse terror não chegasse ao conhecimento de ninguém. Ele praticamente trancava as meninas em casa, as ameaçava com facas e agressões físicas. Quando as crianças eram abusadas, ele não permitia que fossem à escola. O que é mais estarrecedor ainda, é que tudo isso era com a conivência da mãe. Ela acobertava, facilitava esses abusos, permitia que seus próprios filhos e filhas fossem abusados dessa forma”, detalhou o delegado.

A polícia só teve conhecimento do crime depois que quatro filhas do casal decidiram procurar a delegacia de Jaboatão dos Guararapes no dia 21 de julho. Três delas são maiores de idade e uma é adolescente, com 17 anos. Segundo o delegado, mesmo com experiência na atuação de casos deste tipo, ele ficou espantado com a barbárie do crime. “Não deixa de nos espantar. É um crime bárbaro praticado por aquelas pessoas que deveriam proteger, que são os pais”, comentou.

O pedreiro foi levado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, e a mulher foi encaminhada à Colônia Penal Feminina, na Zona Oeste da capital pernambucana. Segundo o delegado, as vítimas estão passando por exames.   

A polícia continua realizando diligências e vizinhos e parentes devem ser ouvidos. O casal será indiciado por estupro e estupro de vulneráveis.

Ouça a reportagem de Leonardo Vasconselos: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.