Barraqueiros fazem protesto na Orla de Boa Viagem

Trabalhadores reivindicam a volta das atividades, suspensas por causa da pandemia do coronavírus

RECIFE
Barraqueiros fazem protesto na Orla de Boa Viagem

Barraqueiros fazem protesto para volta de atividades na Praia de Boa Viagem - Foto: Wellington Lima

Atualizada às 18h

Centenas de barraqueiros que trabalham na Praia de Boa Viagem fazem um protesto na manhã desta sexta-feira (14) na Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Eles já haviam se reunido no último dia 4 em outra manifestação no Centro do Recife para cobrar um posicionamento das autoridades sobre a volta do trabalho na pandemia do coronavírus.

Por conta do protesto, parte da pista está interditada. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) e a Polícia Militar estão no local para orientar os motoristas. Os veículos estão precisando passar com mais lentidão. 

Os trabalhadores questionam a suspensão das atividades na praia desde o início da pandemia. Segundo a categoria, no último mês de junho, um protocolo foi encaminhado à Secretaria de Turismo do Recife e também para a Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon), sugerindo a volta das atividades. Porém ,até agora, não houve resposta por parte dos órgãos. 

A categoria também alerta que está parada há cinco meses e que muitas pessoas estão passando necessidade financeira. 

George Piedro, barraqueiro há mais de 20 anos em Boa Viagem, fala do protesto. “A gente quer um direito de resposta, do secretário, do governador e do prefeito. A gente está em busca da melhoria do trabalho. A gente não está aqui fazendo vandalismo. Nada mais, nada menos do que procurar os nossos direitos de trabalho”, disse.

O barraqueiro afirmou ainda que chegou a receber cestas básicas por dois meses. “Tá todo mundo sem pagar aluguel, todo mundo passando necessidade, todo mundo desesperado. Não tem recurso que a prefeitura nem o governo do estado dá.”  

Ele completa ainda que o protocolo para a volta das atividades já foi enviado pela associação da categoria. “Eles já têm tudo na mão. A gente só quer um direito de trabalho.”

Confira a reportagem de Juliana Oliveira:

  

Resposta do Governo

Em nota, a Secretaria da Casa Civil de Pernambuco informou que foi prometido aos trabalhados um anúncio até a próxima terça-feira (18) dos critérios e formas de atuação para reabertura. 

A Secretaria da Casa Civil de Pernambuco informa que o secretário-executivo de Articulação e Acompanhamento, Eduardo Figueiredo, realizou na tarde desta sexta-feira (14) uma reunião, por videoconferência, com a secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Maíra Fischer, com o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Antônio Neves, e com os presidentes das associações de comerciantes da faixa de areia do litoral pernambucano. Na ocasião, foram apresentadas as diretrizes básicas e os cuidados que devem ser tomados pelo setor para liberação da atividade. Durante o encontro, o Governo do Estado se comprometeu a anunciar, até a próxima terça-feira (18), os critérios e formas de atuação para reabertura.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.