Filha fala sobre a dor de perder o pai para a covid-19

Matéria especial faz um retrato desses meses de pandemia da covid-19

PANDEMIA
Filha fala sobre a dor de perder o pai para a covid-19

Os velórios das vítimas de coronavírus são rápidos e simples - Foto: Reprodução/TV Jornal

As transformações provocadas pela pandemia do novo coronavírus vão muito além de novos hábitos de higiene e proteção. Para inúmeras pessoas, o incômodo de usar uma máscara é irrisório perto da dor sufocante de perder um ente querido.

É o caso de Julie Albuquerque, de 21 anos. Em junho, ela perdeu o pai, senhor Sebastião Francisco Lopes, de 72 anos. Julie sempre dividiu o cotidiano e momentos de lazer como pai, mas a última lembrança que ela tem dele é de uma ausência.

O medo da perda e o renascimento após infecção 

Há quem não sentiu a dor de uma perda, mas sofreu o medo de perder. Carla Amaral é a única filha de José Antônio do Amaral. O pedreiro de 73 anos foi internado na UTI no dia 20 de maio com covid-19 em estágio grave. Para Carla, um dos maiores sofrimentos era saber que o pai estava imobilizado por uma doença tão repentina.

Confira a matéria completa de Betânia Ribeiro:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.