Confira os pagamentos do auxílio emergencial desta semana

Nenhum grupo receberá o pagamento do auxílio nessa segunda-feira (14); saiba quais dias dessa semana o benefício será liberado

AUXíLIO
Confira os pagamentos do auxílio emergencial desta semana

O dia do retorno dos pagamentos é na quarta-feira (16). - Foto: Bruno Campos/ JC Imagem

Essa segunda-feira (14) não terá pagamentos do auxílio emergencial para nenhum grupo, porém durante a semana a Caixa Econômica Federal vai liberar novas parcelas do benefício. O dia do retorno dos pagamentos é na quarta-feira (16).

Quarta-feira

Na quarta-feira (16) será o dia do depósito em conta para cadastrados via site ou app e inscritos no CadÚnico nascidos em junho, já no Ciclo 2 de pagamentos. Este grupo receberá o dinheiro na poupança digital da Caixa, onde poderá pagar boletos e realizar compras por meio do cartão virtual.

Para estes beneficiários, a liberação de saques e transferências, no entanto, acontecem somente a partir do dia 6 de outubro.

Quinta-feira

Na quinta-feira (17), é a vez dos cadastrados via site ou app e inscritos no CadÚnico nascidos em dezembro receberem a liberação para saques e transferências da quantia. Essas pessoas tiveram acesso ao dinheiro através da poupança digital desde o dia 26 de agosto. 

Nesse mesmo dia, será o início do calendário de pagamento do Bolsa Família. Os primeiros beneficiários a receber a quantia vão ser aqueles que têm Número de Identificação Social (NIS) de final 1. Nessa situação, a caixa já permitirá o saque da primeira parcela extra de R$ 300. 

Os beneficiários do Bolsa Família não tem a necessidade de movimentar a quantia em dinheiro pelo aplicativo pelo Caixa Tem. A retirada é imediata, com o cartão original do programa social. Em relação ao saque, as pessoas podem recorrer também às casas lotéricas e aos correspondentes Caixa Aqui.

Sexta-feira

Já na sexta-feira (18), será o dia de pagamento de quem tem NIS de final 2, e assim por diante. Isso deve durar até o dia 30 de setembro, que será quando as pessoas com o NIS de final 0 receberam o benefício.

FGTS

O saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será depositado pela Caixa Econômica Federal nesta segunda-feira (14), para os trabalhadores nascidos em novembro. O pagamento será feito na conta poupança social digital, aberta automaticamente pelo banco em nome dos beneficiários. 

Anunciado como instrumento de ajuda aos trabalhadores afetados pela pandemia de covid-19, o valor do saque emergencial é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas no FGTS. No total, cerca de R$ 37,8 bilhões estão sendo liberados para aproximadamente 60 milhões de pessoas com direito ao saque.

Nesta fase, o dinheiro poderá ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem.

O saque em dinheiro estará disponível a partir de 14 de novembro, assim como a transferência para outra conta bancária. O calendário de crédito na conta digital e de saques foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador. 

O pagamento está sendo realizado conforme calendário a seguir:

Crédito na conta poupança social digital da Caixa

Nascidos em janeiro - 29 de junho

Nascidos em fevereiro - 6 de julho

Nascidos em março - 13 de julho

Nascidos em abril - 20 de julho

Nascidos em maio - 27 de julho

Nascidos em junho - 03 de agosto

Nascidos em julho - 10 de agosto

Nascidos em agosto - 24 de agosto

Nascidos em setembro - 31 de agosto

Nascidos em outubro - 08 de setembro

Nascidos em novembro - 14 de setembro

Nascidos em dezembro - 21 de setembro

Calendário para saque em espécie

Nascidos em janeiro - 25 de julho

Nascidos em fevereiro - 08 de agosto

Nascidos em março - 22 de agosto

Nascidos em abril - 05 de agosto

Nascidos em maio - 19 de setembro

Nascidos em junho - 03 de outubro

Nascidos em julho - 17 de outubro

Nascidos em agosto - 17 de outubro

Nascidos em setembro - 31 de outubro

Nascidos em outubro - 31 de outubro

Nascidos em novembro - 14 de novembro

Nascidos em dezembro - 14 de novembro

Orientações

O trabalhador poderá indicar que não deseja receber o saque emergencial do FGTS até 10 dias antes do início do seu calendário de crédito na conta. Caso não haja movimentação na conta digital até 30 de novembro deste ano, o valor será devolvido à conta do FGTS com a devida remuneração do período, sem prejuízo para o trabalhador.

A Caixa orienta os trabalhadores a verificar o valor do saque e a data do crédito nos canais de atendimento eletrônico do banco: aplicativo FGTS, site fgts.caixa.gov.br e telefone 111 (opção 2). Caso o trabalhador tenha direito ao saque emergencial, mas não teve a conta poupança digital aberta automaticamente, deverá acessar o aplicativo FGTS para complementar os dados cadastrais e receber o dinheiro.

O banco alerta que não envia mensagens com pedido de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links nem pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, mensagem de texto de celular (SMS) ou WhatsApp.

Prorrogação

No dia 1º de setembro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro Paulo Guedes anunciaram a prorrogação do auxílio emergencial por mais 4 meses. A diferença é que o valor agora passará a ser de R$ 300.

O benefício, pago por cinco meses a autônomos e desempregados durante pandemia da covid-19, tinha valor de R$ 600. A decisão de dividir o valor pela metade, segundo o presidente, foi pela falta de condições do país em pagar a quantia. 

Novas inscrições

De acordo com a MP, não há indícios de que aconteça uma reabertura de inscrições para o programa, deste modo, o dinheiro será pago aos beneficiários que já têm direito a quantia, sem necessidade de recadastramento.

Em relação às datas de pagamento, os calendários ainda não foram divulgados pelo governo, nem pela Caixa Econômica Federal, mas, de acordo com a portaria, as parcelas devem ser pagas até dezembro, mensalmente. "Fica instituído, até 31 de dezembro de 2020, o auxílio emergencial residual a ser pago em até quatro parcelas mensais no valor de R$ 300 ao trabalhador beneficiário do auxílio emergencial", diz trecho do documento.

Além disso, há a possibilidade de parte dos aprovados não receberem as quatro parcelas do benefício, já que ele deve ser pago somente até dezembro. Desta forma, os beneficiários aprovados tardiamente pelo programa, que ainda estão recebendo as primeiras parcelas do auxílio, podem não chegar a ter acesso à prorrogação. "O auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas", diz o artigo 1º da MP.

Ciclos

A Caixa Econômica Federal divide o pagamento do auxílio emergencial em duas etapas, a primeira é quando o beneficiário recebe a quantia na poupança digital, e a segunda é quando o beneficiário pode realizar transferências e saques. Neste formato, o inscrito recebe a sua devida parcela conforme a data em que teve o cadastro aprovado. Sendo assim, sempre que um ciclo é iniciado, cada beneficiário, independente da parcela que esteja esperando, começa a receber (Veja calendários abaixo).

Agora que a prorrogação do benefício foi aprovada, a Caixa deverá adicionar mais ciclos de pagamento ao calendário.

Novos aprovados

O Ministério da Cidadania publicou no dia 27 de agosto, no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria com novo calendário de pagamentos do auxílio emergencial. Este válido para os trabalhadores que realizaram o cadastro nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho, os que fizeram contestação do pedido de auxílio entre os dias 3 de julho e 16 de agosto e que tenha sido considerado elegível e as pessoas que receberam a primeira parcela em meses anteriores, mas tenham tido o pagamento reavaliado em agosto de 2020.

- Inscritos nas agências dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho começam a receber na poupança digital no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento

- Trabalhadores que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a primeira parcela também no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento;

- Trabalhadores que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores e tiveram o pagamento suspenso em agosto, recebem todas as parcelas restantes no ciclo 2 (de 28 de agosto a 30 de setembro), conforme a data de nascimento.

Confira os ciclos pagamentos do auxílio emergencial:

Confira o calendário do Ciclo 1

A primeira etapa do Ciclo 1 é de 22 de julho a 26 de agosto, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Esta etapa foi finalizada na quarta-feira (26), com o depósito em conta dos beneficiários nascidos em dezembro.

Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 25 de julho e 17 de setembro, quando há a liberação para saques e transferências. Esta é a etapa atual, veja:

Nascidos em janeiro: depósito em 22/07 e saque em 25/07

Nascidos em fevereiro: depósito em 24/07 e saque em 1/08

Nascidos em março: depósito em 29/07 e saque em 1/08

Nascidos em abril: depósito em 31/07 e saque em 8/08

Nascidos em maio: depósito em 5/08 e saque em 13/08

Nascidos em junho: depósito em 07/08 e saque em 22/08

Nascidos em julho: depósito em 12/08 e saque em 27/08

Nascidos em agosto: depósito em 14/08 e saque em 1/9

Nascidos em setembro: depósito em 17/08 e saque em 05/09

Nascidos em outubro: depósito em 19/08 e saque em 12/09

Nascidos em novembro: depósito em 21/08 e saque em 12/09

Nascidos em dezembro: depósito em 26/08 e saque em 17/09

Pagamentos deste ciclo: 

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem a primeira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem a segunda parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à parcela em maio de 2020 recebem a terceira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem a quarta parcela.

Confira o calendário do Ciclo 2

A primeira etapa do Ciclo 2 é de 28 de agosto a 30 de setembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Esta é a etapa de pagamentos atual. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 19 de setembro e 27 de outubro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 28/08 e saque em 19/09

Nascidos em fevereiro: depósito em 02/09 e saque em 22/09

Nascidos em março: depósito em 04/09 e saque em 29/09

Nascidos em abril: depósito em 09/09 e saque em 01/10

Nascidos em maio: depósito em 11/09 e saque em 03/10

Nascidos em junho: depósito em 16/09 e saque em 06/10

Nascidos em julho: depósito em 18/09 e saque em 08/10

Nascidos em agosto: depósito em 23/09 e saque em 13/10

Nascidos em setembro: depósito em 25/09 e saque em 15/10

Nascidos em outubro: depósito em 28/09 e saque em 20/10

Nascidos em novembro: depósito em 28/09 e saque em 22/10

Nascidos em dezembro: depósito em 30/09 e saque em 27/10 

Pagamentos deste ciclo: 

- Trabalhadores que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores e tiveram o pagamento suspenso em agosto, receberão o pagamento de todas as parcelas restantes;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 2ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 3

A primeira etapa do Ciclo 3 é de 9 de outubro a 13 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 29 de outubro e 19 de novembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10

Nascidos em fevereiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10

Nascidos em março: depósito em 16/10 e saque em 03/11

Nascidos em abril: depósito em 16/10 e saque em 03/11

Nascidos em maio: depósito em 23/10 e saque em 10/11

Nascidos em junho: depósito em 23/10 e saque em 10/11

Nascidos em julho: depósito em 30/10 e saque em 12/11

Nascidos em agosto: depósito em 30/10 e saque em 12/11

Nascidos em setembro: depósito em 06/11 e saque em 17/11

Nascidos em outubro: depósito em 06/11 e saque em 17/11

Nascidos em novembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11

Nascidos em dezembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11

Pagamentos deste ciclo: 

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 2ª e a 3ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 2ª e a 3ª parcela

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 4

A primeira etapa do Ciclo 4 é de 16 de novembro a 30 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 26 de novembro e 15 de dezembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11

Nascidos em fevereiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11

Nascidos em março: depósito em 18/11 e saque em 01/12

Nascidos em abril: depósito em 18/11 e saque em 01/12

Nascidos em maio: depósito em 20/11 e saque em 03/12

Nascidos em junho: depósito em 20/11 e saque em 03/12

Nascidos em julho: depósito em 23/11 e saque em 08/12

Nascidos em agosto: depósito em 23/11 e saque em 08/12

Nascidos em setembro: depósito em 27/11 e saque em 10/12

Nascidos em outubro: depósito em 27/11 e saque em 10/12

Nascidos em novembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12

Nascidos em dezembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12 

Pagamentos deste ciclo:

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 4ª e da 5ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 5ª parcela.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.