"Uma única picada de abelha pode ser capaz de matar um ser humano", diz veterinário

Doralécio Lins e Silva afirmou que as abelhas são os animais que mais matam no mundo, ele ainda deu dicas de como agir se alguém for picado pelo inseto; confira

ATAQUE DE ABELHAS

Segundo o veterinário as picadas das abelhas são extremamente perigosas. - Foto: Reprodução/Internet

Em entrevista ao Passando a Limpo desta terça-feira (15) o veterinário Doralécio Lins e Silva lembrou do caso que aconteceu em Petrolina do Sertão de Pernambuco, na tarde dessa segunda-feira (14), onde pessoas foram atacadas por abelhas e um homem veio a óbito. O veterinário falou que esses ataques são comuns. Segundo ele, as picadas das abelhas são extremamente perigosas. Doralécio ainda afirmou que as abelhas são os animais que mais matam no mundo.

“Ataque por abelha não é uma coisa incomum como a gente pensa que poderia ser. Um pequeno enxame de abelha pode ter 20 mil abelhas, um cavalo pode morrer com apenas 400 picadas e nós estamos falando de um animal de 600 quilos. Então dependendo do grau de alergia, da idade, da resistência física, uma única picada de abelha é capaz de matar um ser humano. Abelha é o animal que mais mata no mundo”, afirmou.

Doralécio comparou as espécies de abelhas existentes no Brasil.

“Eu acho que essas abelhas não são mais italianas puras. Na década de 50 houve uma importação de abelhas africanas no Brasil, essas abelhas fugiram e se misturaram as italianas, que era abelhas de pouca produção, mas também não tinham muita agressividade. Diferente das africanas, que são abelhas de alta produção e extremamente agressivas. Então, encontrar um enxame de abelhas italianas pura no Brasil é tão difícil quanto tirar na loteria”, comparou.

O que fazer ao ser atacado por uma abelha?

O veterinário ainda deu dicas de como agir caso alguém seja picado por uma abelha.

“Para abelha não existe um soro, o tratamento é sintomático. Como primeiro socorros você deve retirar os ferrões. A abelha só pica uma vez porque ela deixa o ferrão travado na pele e ao lado do ferrão é possível ver uma bolsa. Essa bolsa é a que contém o veneno. Ela fica pulsando e injetando veneno na vítima. Então, quanto mais cedo você tirar esses ferrões que estão enfiados, melhor. Agora tem um detalhe, nunca use as mãos, porque na hora que você pega com os dedos no ferrão você pega também na glândula e na hora que você aperta para tirar o ferrão você tirou a glândula e injetou mais veneno ainda. O ideal é que seja tirado na forma de raspagem, utiliza uma faca, uma régua, uma folha de papel dobrada, alguma coisa que raspe a pele, nunca pegando. Se você tiver uma pinça, ótimo! Você vai pegar direto no ferrão e retirar, mas nunca retire com a mão”, aconselhou.

Confira a entrevista na íntegra:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.