João Campos (PSB) afirma se sentir preparado para governar Recife

João Campos disse que "experiência é diferente de aptidão e talento"

SABATINA
João Campos (PSB) afirma se sentir preparado para governar Recife

Candidato à Prefeitura do Recife João Campos (PSB) - Foto: JC Imagem

O candidato João Campo (PSB) foi o segundo entrevistado das Sabatinas da Rádio Jornal, desta quinta-feira (01°). Além do comunicador Geraldo Freire, a entrevista contou com a participação do jornalista e radialista Wagner Gomes.

O candidato começou a sabatina comentando os desafios impostos por uma campanha durante a pandemia do novo coronavírus. “Fazer uma campanha durante um período de restrição impõe uma capacidade de criatividade muito maior, mas o fundamental é que a gente possa, sim, discutir a cidade, que a gente possa participar desse momento importante da democracia, e que a gente possa discutir os desafios que ainda existem no Recife”, pontuou.

Defesa à PCR e ao Governo do Estado

Questionado sobre o fato dele ter que conciliar a campanha, com as críticas sobre a atual gestão municipal e estadual do seu partido ele rebateu. “Eu vejo falarem tão mal do Recife. Parece que o Recife não tem nada de bom, que é um desastre, e não é bem assim. É uma cidade que avançou muito. Não existia Hospital da Mulher, não existia faixa azul, não existia Compaz, escola do futuro, iluminação de LED, não existia uma série de ações”, afirmou o candidato.

Apesar de retrucar às críticas, o candidato afirmou ter humildade suficiente para ouvir o povo, ele contou que está aberto para solucionar os problemas dos recifenses. “Eu me comprometo com essas pessoas, de a gente enfrentar junto esses desafios. Que a gente possa melhorar o ambiente de empreendedorismo na cidade. Fazer um reaquecimento econômico na retomada da economia. Podemos digitalizar e integrar os processos que existem na Gestão, otimizando, ganhando tempo, enxugando, e podendo tornar cada vez mais a máquina pública presente na vida das pessoas”, disse.

O candidato não ficou de fora sobre o questionamento acerca do transporte público da cidade. Em relação a isso, ele disse que pretende preservar o uso da faixa azul e continuar implementando ciclofaixas pela cidade. Além disso, João Campos (PSB) disse que pretende apostar na engenharia de tráfego.

Inexperiência 

Em relação à inexperiência, o candidato disse que está preparado para ser o novo prefeito do Recife. “Eu me sinto preparado para governar a cidade. Primeiro, porque tudo na minha vida começou cedo, sempre estudei muito, sempre gostei de me dedicar. A experiência é diferente de aptidão e talento. A experiência não significa que você vai dar certo para aquilo. ”, garantiu.

Inquérito contra a Prefeitura do Recife 

João Campos também comentou sobre o inquérito que investiga a Prefeitura do Recife por um suposto desvio de R$ 7 milhões em compras de equipamentos médico-hospitalares para o combate à covid-19. “Eu quero fazer em público um reconhecimento em respeito aos órgãos públicos desse país. A transparência, a investigação faz parte, e é bom que aconteça. No final de tudo a gente vai poder ver a maneira correta que foi feita”, disse o candidato.

O candidato disse confiar na equipe atual da Prefeitura do Recife, mas reconheceu que "erros" podem acontecer. “É um time que a gente confia, é um time que já mostrou que faz. É um time que fez o Hospital da Mulher, que hoje está inaugurando o Hospital do Idoso, que fez a faixa azul, Compaz, escola do futuro, 17 creches na cidade, que dobrou o número de Cras. É um time que sabe fazer. Mas, em uma caminhada, alguém pode errar”, pontuou.

Para finalizar, o candidato agradeceu a oportunidade e, mais uma vez, disse que está comprometido com os desafios da cidade. “Eu gosto de celebrar como todo mundo gosta, mas o que me anima são os desafios”, finalizou.

Ouça a sabatina completa:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.