PIX

Pix: entenda como funciona a nova forma de pagamento eletrônico


O primeiro dia de cadastros do Pix foi nesta segunda (5); os números de pessoas cadastradas superou as expectativas

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 06/10/2020 às 12:19
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Leitura:

Em entrevista ao Passando a Limpo desta terça-feira (6) a educadora financeira Melissa Belmiro falou sobre a novidade do momento: o Pix. O Pix é uma nova forma de pagamento eletrônico lançada oficialmente pelo Banco Central nesta segunda-feira (5). O assunto tem gerados muitas discussões pois ainda existem muitas dúvidas de como exatamente esse sistema funciona.

“O pix é mais uma forma de pagamento através das próprias instituições financeiras, que acaba facilitando o número de cadastros das chaves porque a pessoa não precisa abrir uma nova conta. Como é do interesse das próprias instituições financeiras elas estão fazendo um movimento informando seus clientes para que eles cadastrem a senha, e essa facilidade acaba aumentando o número dos cadastros” explicou.

A especialista no assunto comparou a nova forma de pagamento com os tipos de transferência TED e DOC.

“Comparando ao TED e ao DOC,para fazer as transferência que é o que temos hoje, só a velocidade do é muito menor. Para o DOC por exemplo se você faz uma transferência acima das 22h tem mais de uma dia útil para o dinheiro cair na conta da outra pessoa. No Pix a transferência caí no mesmo dia. Não só em dias uteis mas as transferências caem em finais de semana, e feriados e em segundos”disse.

Quanto a segurança, a educadora contou que o Pix concentra informações mais simples, onde apenas a chave é compartilhada e sem a necessidade de mais informações como nome e detalhes do cliente. Para a pessoa física e pessoa jurídica existe limite de chaves a serem cadastradas. Para garantir a segurança, é importante garantir a segurança pessoal com fornecimento de dados. O pix só vai entrar em vigor a partir de novembro, mas o cadastro do pix no primeiro dia superou as expectativas e até impactou com a queda da plataforma.

Confira a entrevista na íntegra:


Mais Lidas