Julgamento

Acusado de matar e decapitar diarista em 2017 é julgado nesta terça (15) em Jaboatão


Maria Aparecida dos Santos Fidelis foi assassinada e depois teve sua cabeça decapitada em 2017; veja o que aconteceu

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 15/10/2020 às 11:27
Reprodução/Rádio Jornal
FOTO: Reprodução/Rádio Jornal
Leitura:

Alefy Richardson da Silva, acusado de cometer o assassinato de Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 52 anos, decapitada em 2017 em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, está sendo julgado nesta quinta-feira (15). O júri ocorre no fórum Desembargador Henrique Capitulino, no bairro de Prazeres.

O crime aconteceu na comunidade Suvaco da Cobra, no Barra de Jangada em Jaboatão dos Guararapes, na madrugada do dia 10 de dezembro de 2017. De acordo com as investigações, houve uma discussão e, depois de matar e decapitar a vítima, Alefy expôs a cabeça da diarista no muro da residência. O criminoso foi indiciado por homicídio qualificado e destruição de cadáver.

Dona Cida, como era conhecida, deixou três filhos e dez netos. Parentes e amigos foram nesta terça (15) ao fórum acompanhar o júri.

Leia também: Especial sobre casos de feminicídio em Pernambuco

Informações

A imprensa não teve autorização para entrar no fórum e acompanhar o julgamento.


Mais Lidas