Polícia desarticula quadrilha suspeita de envolvimento em chacina em Ipojuca

Chacina ocorreu no dia 9 de agosto deste ano e deixou cinco pessoas mortas e 12 feridas

VIOLÊNCIA
Polícia desarticula quadrilha suspeita de envolvimento em chacina em Ipojuca

Chacina deixou cinco mortos no dia 9 de agosto de 2020 - Foto: Bruno Campos / JC IMAGEM

A Polícia Civil deflagrou, nesta quinta-feira (22), a Operação Toca com o objetivo de desarticular uma organização criminosa suspeita de envolvimento com tráfico de drogas, homicídios e prática de tortura. Os criminosos agiam no litoral sul do estado. Foram cumpridos 44 mandados de prisão preventiva e 27 mandados de busca e apreensão domiciliar. A polícia aponta que os suspeitos podem ter envolvimento na chacina que ocorreu em agosto deste ano, em Ipojuca, e que deixou cinco mortos e 12 feridos.

Os alvos são do município de Ipojuca e alguns já estavam presos, como conta o delegado diretor da Região Metropolitana, Antônio Barros. “Existem facções criminosas que atuam naquela área. A Polícia Civil conseguiu fazer uma investigação detalhada, verificando toda articulação dessa quadrilha, não só dos que se encontram na rua, mas inclusive os que estão no sistema prisional. Muitas lideranças se encontram presas e estão sendo presas novamente através de mandados de prisão preventiva (...) A atuação dessa quadrilha em Ipojuca é bem diversificada. Existe uma briga por espaço, por diversos bairros e a polícia tem feito um trabalho repressivo, como foi a operação de hoje”, detalhou. 

Leia também >> Polícia Civil investiga tentativa de Chacina em Ipojuca 

Após chacina em Ipojuca, PM desmente boato de toque de recolher

Em Ipojuca, cinco pessoas morrem e 12 ficam feridas em chacina

Segundo a polícia, os líderes da organização criminosa exerciam comando sobre os demais de dentro da cadeia.

Segundo o delegado, no material apreendido foram encontradas 5 armas de fogo, pistolas e revólver calibre 38. “Isso mostra claramente o poder de fogo dessa quadrilha”, comentou.

Durante as investigações, iniciadas em janeiro deste ano, a polícia identificou diversas negociações de tráfico de drogas, gerenciamento do narcotráfico e até mesmo o processo de distribuição de entorpecentes pelos possíveis coordenadores e gerentes, aos vendedores.

Chacina

Uma chacina registrada no mês de agosto desse ano que deixou 12 feridos e cinco mortos pode ter ligação com o grupo criminoso, como explica Antônio Barros. “Com certeza, pela briga de espaços, acabou ocasionando aquele tipo de ocorrência”, disse.

Relembre o caso 

Uma chacina no município de Ipojuca, no Grande Recife, resultou na morte de cinco pessoas, três homens e duas mulheres, na noite de domingo (9), e deixou outros 12 feridos. Entre estes, está uma criança de 11 anos.

Nesta segunda, a polícia encontrou um dos carros utilizados pelos assassinos. O veículo Ford Ka estava capotado em uma estrada em Ipojuca. A placa dele foi clonada. O carro foi levado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi periciado na manhã desta terça-feira.

Quatro vítimas da violência foram sepultadas ainda nesta sexta-feira em Ipojuca. O crime aconteceu em dois locais da cidade. Na comunidade Rurópolis, as três pessoas que morreram e as 12 pessoas ficaram feridas estavam em um pastel nesta praça. Os assassinos também mataram dois rapazes que estavam em uma casa na PE-60, antes de fugir.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.