Boato de sequestro de criança em Caruaru mobiliza polícia para falsa ocorrência

Polícia Militar foi acionada após a circulação de um vídeo em que um homem estaria praticando o sequestro de uma criança

AGRESTE
Boato de sequestro de criança em Caruaru mobiliza polícia para falsa ocorrência

Ao receber as ligações, os policiais deram início a uma operação de buscas - Foto: Reprodução/ Internet

Um vídeo de Whatsapp causou uma confusão no Residencial Luiz Bezerra Torres, em Caruaru, nesta quinta-feira (22). No vídeo, uma mulher relata que viu um homem de boné levando uma criança para o matagal. Ao tomar conhecimento do suposto sequestro, populares começaram a ligar para a Polícia Militar na tentativa de salvar a criança. Ao receber as ligações, os policiais deram início a uma operação de buscas. No entanto, se deram conta de que o vídeo não havia sido gravado em Caruaru.

Leia também >> Polícia descarta abuso sexual de criança sequestrada em Panelas

Criança sequestrada na PB é encontrada em Salgueiro; suspeito fugiu

Vice-prefeito de Olinda é sequestrado e deixado em canavial no Cabo

O capitão do 4º Batalhão da Polícia Militar, Ivo, que participou da operação, pediu que a população não se mobilize a partir de boatos e que se certifique de que está acontecendo o problema antes de acionarem a polícia. “Na noite de ontem nós recebemos várias ligações através do 190 de pessoas informando dessa ocorrência, que uma criança havia sido raptada por um cidadão e ele teria entrado no mato com essa criança. A gente viu que não se tratava de nada no [residencial] Luiz Bezerra Torres. É claro que nós precisamos da população para recebermos informações de ocorrências, mas a gente pede à população que ligue se presenciar um fato delituoso. Não faça ligações ouvindo apenas de outras pessoas, sem ter certeza de que o fato aconteceu de verdade”, disse.

Trotes

O capitão reconhece que essa situação não foi trote, mas aproveitou para alertar que passar trote é crime. “Não faça trote porque a gente demanda efetivo nosso para atender aquela ocorrência e a viatura poderia estar atendendo uma ocorrência de verdade. E em segundo lugar, o trote é crime. E a pessoa identificada cometendo o trote pode responder criminal”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.