Polícia Rodoviária Federal deflagra operação Finados para o feriadão em Pernambuco

A operação acontece nas principais estradas de Pernambuco; confira as orientações da PRF

OPERAçãO FINADOS
Polícia Rodoviária Federal deflagra operação Finados para o feriadão em Pernambuco

Segundo o assessor, as blitzes terão foco principalmente na BR-232 e também na BR-101. - Foto: Jailton Júnior/JC IMAGEM

Com a chegada de mais um feriado, a Polícia Rodoviária Federal realiza a operação Finados. Ela acontece nas principais estradas que cortam o estado. Desta sexta-feira (29) até a próxima segunda-feira (2), haverá um reforço na fiscalização das rodovias.

O foco será principalmente nas BRs 101 e 104, que levam aos litorais Norte e Sul. Além da BR-232, que liga a Região Metropolitana do Recife ao interior de Pernambuco.

O assessor de comunicação da PRF, o inspetor Cristiano Mendonça, falou como irá funcionar a fiscalização.

“A PRF estará fiscalizando principalmente aquelas infrações mais graves, as ultrapassagens em locais proibidos, uso irregular de motocicletas e também a embriaguez ao volante. Durante as abordagens, será verificado sempre as documentações do veículo, se o cinto de segurança está sendo utilizado e também a cadeirinha para crianças”, detalhou.

Segundo o assessor, as blitzes terão foco principalmente na BR-232 e também na BR-101.

“Estaremos acompanhando essa saída da capital e também o retorno para o Recife. Realizando operações específicas nesses locais onde há mais congestionamento e orientando motoristas para que eles tenham uma viagem tranquila”, acrescentou o inspetor.

Lombadas eletrônicas

Para evitar congestionamentos, as lombadas eletrônicas da BR-232 no bairro do Curado e da PE-60 em Ipojuca serão desligadas até a segunda-feira (2). De acordo com o assessor da PRF, a polícia orienta para que o motorista realize toda a manutenção do carro antes de viajar.

Crianças nos veículos

O inspetor também falou que é preciso uma atenção especial de quem está levando crianças dentro do veículo.

“Com relação à idade, os pais devem ficar atentos para o dispositivo adequado. Até um ano de idade, deve ser usado o bebê conforto, de costas para o motorista. De um a quatro anos, a cadeirinha, e de quatro a sete anos e meio, o assento de elevação” , explicou.

Ouça a reportagem de Mário Oliveira:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.