Covid-19: Pernambuco registra 82% em ocupação de leitos de UTI

De acordo com especialista, a média segura para a ocupação dos leitos de UTI para tratamento da covid-19 é de 25%

PANDEMIA
Covid-19: Pernambuco registra 82% em ocupação de leitos de UTI

Ocupação de leitos de UTI em Pernambuco é de 82% - Foto: Bianca Souza/Acervo JC Imagem

Pernambuco tem 786 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratar casos respiratórios graves da covid-19. Deste total, mais de 600 estão ocupados. De acordo com o Governo do Estado, o índice de ocupação dos leitos de UTI para pacientes diagnosticados com a síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por suspeita ou caso confirmado da doença passou de 81% para 82%. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde com base nos números registrados na rede pública de saúde no fim de semana de 7 e 8 de novembro. 

As enfermarias, também estão cheias. E a taxa de ocupação já passa dos 50%. Para a médica sanitarista e vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Bernadete Perez, o nível seguro de ocupação dos leitos de UTI deve ser de pelo menos 25%. 

“A gente chega, novamente, em uma condição de quase colapso. Uma situação bastante crítica de leitos de UTI. A gente considera que para ter uma situação em uma faixa verde (...) significa dizer que uma segurança é de 25% dos leitos ocupados, estando 75% dos leitos livres”, destacou.

Reabertura de leitos

Na última coletiva de imprensa realizada pelo Governo do Estado, o secretário de saúde André Longo citou a possibilidade de reabertura dos leitos de UTI que foram desativados, caso os números continuem aumentando. 

Segundo autônomo Milton Alves, que recebeu alta e ficou internado por uma semana com os sintomas da covid-19 em hospital provisório do Recife, a situação está complicada. “Está lotado. É saindo um e chegando 10. Está muito cheio”, disse. 

Hospitais provisórios

Na manhã desta segunda-feira (9), do lado de fora do hospital provisório estadual localizado na Zona Sul da capital pernambucana, que trata pessoas com sintomas da covid 19, foi observada movimentação de ambulâncias, pacientes e acompanhantes. 

Já no hospital provisório do Recife, na Rua da Aurora, única unidade que continua funcionando na cidade com atendimento específico para o novo coronavírus, também foi registrado o movimento de ambulância e até de serviço funerário. 

No bairro da Imbiribeira, o hospital de campanha montado pela prefeitura do Recife, desativado há quase dois meses, ainda permanece com toda estrutura externa instalada.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.