VOTO

Eleições 2020: saiba como votar em segurança contra a covid-19


Pandemia vai alterar a rotina das eleições 2020; primeiro turno acontece no domingo, 15 de novembro

Atualizada no dia 13 de novembro de 2020, às 18h20
Atualizada no dia 13 de novembro de 2020, às 18h20
Publicado em 09/11/2020 às 18:48
Fábio Pozzebom/Agência Brasil
FOTO: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

No Brasil inteiro, os eleitores estão na expectativa para a escolha dos prefeitos e vereadores para os próximos quatro anos. O primeiro turno das eleições 2020 acontece no próximo domingo (15). Este ano, por conta da pandemia da covid-19, será preciso respeitar alguns protocolos adotados pela Justiça Eleitoral. O segundo turno será realizado no dia 29 de novembro.

>> Eleições 2020: confira esquema de segurança contra a covid-19 montado para o dia do pleito

>> Diretor-geral do TRE-PE pede que eleitor não use álcool nas urnas para evitar danos

>> Eleições 2020: PF usará drones para flagrar crimes como boca de urna

>> Eleições 2020: Urnas são seguras e uso é transparente, afirma TSE

>> TRE proíbe comícios, passeatas e carreatas na reta final da campanha eleitoral em Pernambuco

O plano de segurança sanitária para as eleições 2020 foi elaborado por uma equipe de especialistas dos hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês e por técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), consultados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e é focado em duas frentes: mesários e eleitor. Cartazes ilustrativos com o passo a passo da votação serão fixados nas seções eleitorais.

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco (TRE-PE), Orson Lemos, explica que o órgão está seguindo todos protocolos. “Estamos tendo o devido cuidado e o treinamento dos mesários foi todo feito à distância. Agora, o eleitor deve se preparar para domingo saber o local de votação, porque alguns mudaram de lugar, principalmente nas dez maiores cidades, onde temos prédios com muitas sessões, mas infelizmente alguns prédios fecharam na pandemia. O eleitor deve buscar o e-Título e para saber o local e o endereço de votação”, disse.

Lemos lembrou que não é preciso estar com o Título de Eleitor em mãos. “Ele tem que saber o local de votação e tem que ter um documento oficial com foto – RG, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte – e se ele não tiver esse documento, baixe o e-Título digital com a foto terá validade para votar”, explicou.

Eleitores

Horário de votação ampliado: 7h da manhã até as 17h. Porém, de 7h às 10h será preferencial para maiores de 60 anos.

Máscaras: uso obrigatório, sem ela o eleitor não poderá votar. Caso seja necessário, o mesário pode pedir que o eleitor se afaste e abaixe a máscara para conferir a foto na identidade. Use máscara desde o momento que sair de casa até a volta.

Trajeto até local de votação: no transporte até o local de votação, mantenha distância de, no mínimo, um metro das outras pessoas em filas e evite entrar em veículos cheios.

Distanciamento: mantenha distância de, no mínimo, um metro das outras pessoas dentro dos locais de votação. Evite contato físico com outras pessoas, como abraços e apertos de mão. Respeite a marca de distanciamento nas filas e nas seções eleitorais (sinalizada com adesivos nos chãos).

Comida: não será permitido comer ou beber nada na fila de espera. A medida é para evitar que as pessoas tirem a máscara.

Álcool em gel: será distribuído em todas seções para que os eleitores limpem as mãos antes e depois da votação.

Caneta: o TSE recomenda que os eleitores levem sua própria caneta para assinar presença no caderno de votação.

Contato com o mesário: mostre seu documento oficial com foto, esticando os braços em direção ao mesário. O mesário verificará os dados de identificação à distância. Se houver dúvida na identificação, o mesário poderá pedir que você dê dois passos para trás e abaixe brevemente a máscara.

Higienização das urnas: os equipamentos não serão higienizadas pois isso poderia danificar as urnas. Por conta disso, os eleitores deverão higienizar as mãos antes e depois de votar.

Eleitores com sintomas ou confirmação de Covid-19 devem ficar em casa: os leitores que apresentem febre ou tenham sido diagnosticados com covid-19 nos 14 dias anteriores à data da eleição a nao comparecer a votacao. Esses poderão justificar a ausencia do voto por esse motivo.

Evite levar acompanhantes: se possível, compareça sozinho ao local de votação. Evite levar crianças e acompanhantes.

Tempo no local de votação: permaneça nos locais de votação apenas o tempo suficiente para votar.

Mesários

Mesários receberão máscaras e terão que trocá-las a cada quatro horas, usar álcool e uma proteção facial de acetato (face shield), que terá de ser usada o tempo todo.

Covid-19

Tanto mesários quanto eleitores que estiverem com sintomas da covid-19 no dia do pleito não devem comparecer ao local de votação. Posteriormente, a ausência poderá ser justificada na Justiça Eleitoral.

Para justificar ausência

Se o eleitor estiver fora do domicílio eleitoral no dia da eleição ou com suspeita ou confirmação da Covid-19, será possível justificar pelo celular. Baixe o app e-Título no Google Play e na Apple Store.

É possível justificar em até 60 dias após cada turno apresentando documentos que comprovem o motivo da falta (atestado médico, por exemplo). Faça no app, no site ou procure um cartório eleitoral.


Mais Lidas