Professores da rede pública de Pernambuco pretendem suspender aulas presenciais e remotas

A categoria irá realizar um ato e a paralisação das aulas em prol da defesa do piso salarial e férias de janeiro

PARALISAçãO
Professores da rede pública de Pernambuco pretendem suspender aulas presenciais e remotas

Os professores programa um ato pela manhã em frente ao Palácio do Campo das Princesas. - Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

Professores da rede pública de Pernambuco pretendem suspender as atividades remotas e presenciais na próxima quinta-feira (26). Neste mesmo dia, a categoria programa um ato pela manhã em frente ao Palácio do Campo das Princesas. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), a paralisação e o protesto definidos em assembleia geral são em defesa do piso salarial e das férias no mês de janeiro.

Em nota, o Sintepe afirmou que um processo de lei complementar encaminhado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) ataca o plano cargos e carreira da categoria. Em resposta, o Governo de Pernambuco alega que o PL tem finalidade de garantir o piso salarial nacional do magistério aos professores estaduais em observância à legislação que rege a matéria.

Ouça a reportagem de Elis Martins: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.