Justiça determina nova prisão de policiais envolvidos em tiroteio que deixou 3 mortos em Boa Viagem

Ricardo de Queiroz Costa e José Dinamérico Barbosa da Silva Filho estavam em um bar em Boa Viagem quando iniciaram o tiroteio

TIROTEIO EM BAR
Justiça determina nova prisão de policiais envolvidos em tiroteio que deixou 3 mortos em Boa Viagem

O tiroteio aconteceu em um bar em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife - Foto: Bruno Campos/JC Imagem

Com informações do JC Online

Os policiais envolvidos em um tiroteio em um bar no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, que terminou com três pessoas mortas, tiveram a prisão decretada novamente pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

O policial penal Ricardo de Queiroz Costa, 40 anos, e major da Polícia Militar José Dinamérico Barbosa da Silva Filho, 48 anos, chegaram a ter as prisões preventivas decretadas em setembro, quando o crime ocorreu, e, pouco depois, revogadas. Agora, as prisões foram decretadas por unanimidade pelos desembargadores da 3ª Câmara Criminal do TJPE, revogando a decisão do juiz de 1ª instância que soltou os envolvidos. Com a decisão, novos mandados de prisão preventiva serão expedidos. As defesas de ambos ainda podem recorrer da decisão colegiada no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

Em outubro, os policiais viraram réus por seis crimes. Segundo o promotor de Justiça André Rabelo, responsável pela denúncia, eles respondem por três homicídios qualificados e por três homicídios tentados.

Ricardo de Queiroz e José Dinamérico foram intimados sobre os seis crimes e tiveram dez dias para apresentar resposta à acusação. A Justiça definirá a data de audiência de instrução e julgamento do caso, quando serão ouvidas testemunhas de acusação e defesa. "Se condenados, podem pegar pelo menos uns 50 anos de prisão", avaliou o promotor, na ocasião.

Relembre o caso 

O major da Polícia Militar José Dinamérico Barbosa da Silva Filho, de 49 anos, e o policial penal Ricardo de Queiroz Costa, de 40 anos, estavam no Bar do Primo, localizado na Rua Professor José Brandão, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, quando começaram uma discussão. O caso aconteceu no dia 6 de setembro.

Houve troca de tiros e, além dos envolvidos, outras pessoas também ficaram feridas. Pelo menos sete viaturas da Polícia Militar foram enviadas ao local. Policiais do 19º Batalhão aprenderam, no bar, três pistolas, quatro carregadores de pistolas e 39 balas (24 munições de calibre 9mm e 15 de calibre 380.).

Na ocorrência, sete pessoas foram atingidas pelos disparos, incluindo os envolvidos na briga. Uma vítima faleceu no local e outra veio a óbito em uma unidade hospitalar, para onde foi socorrido. No dia 9 de setembro, mais uma vítima faleceu. Os três estavam na mesma mesa, e não tinham relação com os policiais.

As vítimas fatais foram o corretor Ekel de Castro Pires, 62 anos, o empresário Cláudio Bezerra Bandeira de Melo Sobrinho, 57 anos, e George Mauro Vasconcelos, de 70 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.