greve dos rodoviários

Às vésperas do Natal, Grande Recife terá greve de rodoviários na próxima semana


A greve aprovada em assembleia nesta quarta (16) tem principal motivação a revolta da categoria com a dupla função que obriga motoristas a acumulares funções de cobradores

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 16/12/2020 às 11:44
CRÉDITO BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
FOTO: CRÉDITO BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Como já era esperado, os motoristas e cobradores de ônibus da Região Metropolitana do Recife entrarão em greve. O início da movimentação vai ser na próxima terça-feira (22), às vésperas do feriado natalino. Categoria realiza o ato devido a dupla função, que faz com que motoristas acumulem função de cobradores.

A paralisação foi aprovada pela categoria em primeira votação na manhã desta quarta (16). Haverá uma consolidação em uma segunda votação nesta tarde. Mas a decisão feita nesta manhã ja é um fato.

A assembleia acontece na sede do Sindicato dos Rodoviários, em Santo Amaro, área central do Recife, com convocações às 9h e às 10h (pela manhã) e às 15h e às 16h (à tarde). O resultado da manhã será validado à tarde. Sendo aprovado, o movimento terá que ser marcado para acontecer com, no mínimo 72h, o que levaria a paralisação para a próxima segunda ou terça-feiras, após o fim de semana.

Reação

A categoria possui como principal motivação da greve o não cumprimento do combinado com os empresários de ônibus e o Governo de Pernambuco mediante o TRT sexta região, no dia 23 de novembro, e que evitou a paralisação aprovada para o dia seguinte. Mas nesta segunda-feira (14) o Tribunal de Justiça do Estado decidiu suspender os efeitos da lei que impede que os motoristas de ônibus acumulem a função dos cobradores, a dupla função.

De acordo com o setor empresarial, o argumento da justiça foi o mesmo questionado pelo próprio sindicato no mês passado onde os empresários alegaram que a lei não poderia ser aplicada porque extrapolaria a competência da cidade do Recife.

Suspensão da lei

A suspensão da lei que impede a dupla função dos motoristas foi uma resposta do TJPE ao sindicato das empresas de transporte de passageiros, a Urbana-PE, que moveu uma ação de inconstitucionalidade.

Sindicato dos Rodoviários

A decisão do TJ pegou o Sindicato dos Rodoviários de surpresa. Agora, a categoria pede que a portaria do Governo Estadual aprovada pelo Tribunal Regional do Trabalho que proíbe a dupla função dos motoristas em toda Região Metropolitana seja cumprida.


Mais Lidas