Ataque contra Bolsonaro

STF rejeita transferência de Adélio Bispo para hospital psiquiátrico


Adélio Bispo foi o autor da facada contra Jair Bolsonaro em campanha eleitoral de 2018

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 18/12/2020 às 8:09
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

O Ministro do Supremo Tribunal Federal Nunes Marques rejeitou o pedido da Defensoria Pública da União de transferir Adélio Bispo de Oliveira para um hospital psiquiátrico. Adélio é o autor do atentado a faca contra o presidente Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018, em Minas Gerais.

Atualmente, Adélio está preso na Penitenciária Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. No ano passado, a Justiça de Minas Gerais concluiu que Adélio sofre de Transtorno Delirante Persistente e que, por isso, não podia ser punido criminalmente pelo atentado.

Procuradoria também contra

Com o entendimento da Justiça mineira, os defensores públicos solicitaram a transferência de Adélio para um hospital de custódia e atendimento psiquiátrico, mas, ao analisar o caso, Nunes Marques entendeu que a medida de segurança pode ser cumprida em outros locais, caso não haja vagas no hospital de custódia. A procuradoria Geral da República também foi contra a transferência.


Mais Lidas