SUJEIRA

Com ossadas expostas, população denuncia descaso com Cemitério de Tiúma, em São Lourenço da Mata


Cemitério de Tiúma tem 500 gavetas, 150 ossuários e 250 covas rasas

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 28/12/2020 às 17:29
Paulo Daniel/TV Jornal
FOTO: Paulo Daniel/TV Jornal
Leitura:

Quem precisa enterrar ou decide visitar o Cemitério de Tiúma, em São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife, relata o descaso do espaço. À primeira vista, até parece estar tudo ok, mas basta caminhar um pouco para ver sinais de abandono. Em vários locais, se vê lixo e entulho acumulado. Mas o que mais chamou a atenção foram covas abertas com ossadas expostas. A reportagem encontrou partes de ossos jogadas entre as covas. Em alguns pontos, era forte o mau cheiro de restos mortais. Um descaso que vem revoltando a população. Está família veio visitar o túmulo de um parente e se indignou.

A família da dona de casa Mirela da Silva Oliveira foi visitar um túmulo de um parente e se indignou. Para ela, uma falta de respeito. “Meu irmão foi enterrado aqui desde o dia 12 de dezembro, do ano passado, e está uma negação (...) Isso é uma vergonha”, disse.

Resposta

Por nota, a Prefeitura de São Lourenço da Mata informou que o lixo e o entulho no Cemitério de Tiúma foi recolhido pela manhã desta segunda-feira. A prefeitura disse que havia ocorrido um atraso na manutenção que é feita por uma empresa terceirizada. Já sobre o caixão fora do túmulo, a prefeitura informou que a administração do cemitério retira os ossos dos gavetários a cada dois anos. Eles são levados para o ossuário comunitário ou jazido das famílias, apenas os caixões são descartados.

Cemitério

O Cemitério de Tiúma, em São Lourenço da Mata, tem 54 anos e cerca de mil metros quadrados. Ele conta com aproximadamente 500 gavetas, 150 ossuários e 250 covas rasas, onde são sepultados basicamente os moradores do bairro.


Mais Lidas