Grande Recife

Justiça determina que movimento grevista de rodoviários deve ser encerrado imediatamente


Rodoviários são contra dupla função de motorista e cobrador empregada a condutores dos coletivos

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 28/12/2020 às 12:34
CRÉDITO BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
FOTO: CRÉDITO BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região decidiu que o movimento grevista dos rodoviários do Grande Recife deve ser suspenso imediatamente. A votação acabou por volta do meio-dia desta segunda-feira (28). Oito desembargadores votaram contra a greve. Sete foram a favor do movimento, que teve início na última terça-feira (22), às vésperas do Natal.

Os rodoviários são contra a aplicação de dupla função (de motorista e cobrador) aos condutores de coletivos. A greve teve início na terça-feira (22) e se estendeu até parte da quarta-feira (23), quando a classe suspendeu a paralisação para aguardar a votação do dissídio nesta segunda-feira (28). Ainda não se sabe se os rodoviários vão acatar a decisão judicial.

O imbróglio começou quando uma lei de autoria do vereador Ivan Moraes (Psol) proibiu a dupla função na cidade do Recife. A lei de número 18.761/2020 foi sancionada pelo prefeito Geraldo Júlio (PSB). Com a nova lei, patrões e empregados chegaram ao acordo de manter os postos de trabalho dos cobradores.

No entanto, o Tribunal de Justiça de Pernambuco decidiu em 14 de dezembro que a lei é inconstitucional e suspendeu os efeitos dela. Quatro dias depois, o consórcio que cuida dos ônibus que circulam pela Região Metropolitana suspendeu o acordo inicial feito com os trabalhadores.

Fim da greve

Com isso, o Sindicato dos Rodoviários promoveu a greve contra a dupla função. Agora, o TRT-6ª entendeu que a greve foi abusiva e determinou que os rodoviários não podem parar novamente.

Nota do Sindicato dos Rodoviários

Por 8 votos a 7, o poder econômico falou mais alto no TRT. O Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana afirma que a luta não acabou. Continuaremos a organizar os rodoviários e população para fazer valer a vontade da categoria e da opinião pública: o fim da dupla função e o retorno dos cobradores em todos os ônibus do Recife e da Região Metropolitana. Convocaremos em breve uma assembleia da categoria para definir os próximos passos do movimento.


Mais Lidas