Para Bolsonaro, farmacêuticas deveriam procurar Brasil para oferecer vacina contra a covid-19

"Os laboratórios não tinham que estar interessados em vender para a gente?", indagou o presidente Jair Bolsonaro

DECLARAÇÃO
Para Bolsonaro, farmacêuticas deveriam procurar Brasil para oferecer vacina contra a covid-19

Presidente da República, Jair Bolsonaro - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro questionou, nesta segunda-feira (28), os laboratórios que desenvolvem as vacinas contra a covid-19 e disse que eles deveriam estar interessados em ir em busca do país. 

“O Brasil tem 210 milhões de habitantes, um mercado consumidor de qualquer coisa enorme. Os laboratórios não tinham que estar interessados em vender para a gente? Por que eles não apresentam documentação na Anvisa?", indagou o presidente Jair Bolsonaro a um grupo de apoiadores no Palácio da Alvorada, em Brasília (DF). "Pessoal diz que eu tenho que ir atrás. Não, quem quer vender (que tem). Se sou vendedor, eu quero apresentar", completou.

 

>> Vacinação “não é uma questão de Justiça”, mas de saúde, diz Bolsonaro

>> Covid-19: plano de imunização está praticamente pronto, diz Bolsonaro

>> Bolsonaro sugere festas de fim de ano; Especialista critica declaração

 

No entanto, as farmacêuticas já apresentaram documentações à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nota da Pfizer 

Em relação às negociações com o governo brasileiro e à submissão de uso emergencial da vacina BNT162, desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech, esclarecemos:

  • No dia 14 de dezembro, realizamos uma reunião com a Anvisa para esclarecer dúvidas sobre o processo de submissão para uso emergencial.
  • As condições estabelecidas pela agência requerem análises específicas para o Brasil, o que leva mais tempo de preparação.
  • A submissão de uso emergencial também pede detalhes do quantitativo de doses e cronograma que será utilizado no país, pontos que só poderão ser definidos na celebração do contrato definitivo.
  • Tendo em vista as particularidades do Guia de Submissão para Uso Emergencial, elaborado pela Anvisa, entendemos que a submissão contínua é o processo mais célere neste momento.
  • A Pfizer Brasil já submeteu à agência, pelo processo de submissão contínua, os resultados da Fase 3 dos estudos, o que significa mais um passo rumo à aprovação da vacina BNT162.
  • A farmacêutica continua em negociações com o governo federal para o fornecimento de sua vacina contra a Covid-19.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.