Câmara dos Deputados aprova impeachment de Donald Trump

Trump foi acusado formalmente de incitar uma insurreição contra o governo dos EUA

ESTADOS UNIDOS
Câmara dos Deputados aprova impeachment de Donald Trump

O único artigo do impeachment foi aprovado pela Câmara, de maioria democrata, por 232 a 197. Dez votos foram de republicanos, partido do presidente, que está nos últimos dias de seu mandato. - Foto: Foto: Mandel Ngan / AFP

Com informações da Agência Brasil

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou, hoje (13), o impeachment do presidente Donald Trump. Trump foi acusado formalmente de incitar uma insurreição contra o governo dos Estados Unidos. O impeachment na Câmara desencadeia um julgamento no Senado.

>>>Biden lançará força-tarefa contra covid-19, e Trump planeja protestos

O único artigo do impeachment foi aprovado pela Câmara, de maioria democrata, por 232 a 197. Dez votos foram de republicanos, partido do presidente, que está nos últimos dias de seu mandato.

A votação realizada com as forças da Guarda Nacional e a polícia protegendo o Capitólio, que foi cercado por uma cerca de segurança erguida após o tumulto de 6 de janeiro.

Encaminhamento para o Senado americano

O processo segue agora para o Senado, atualmente de maioria republicana. O Senado retorna do recesso em 19 de janeiro.

No dia 6, uma multidão invadiu o Capitólio e interrompeu a certificação formal da vitória do presidente eleito, Joe Biden, na eleição de 3 de novembro. Cinco pessoas morreram durante a invasão, inclusive um policial. Biden deve assumir o cargo em 20 de janeiro.

Posse será no dia 20 de janeiro

Biden planeja se reunir nesta quarta-feira com conselheiros que o ajudam a se preparar para tomar posse no dia 20 de janeiro de 2021.

Ele recrutou especialistas em finanças, comércio e bancos para sua equipe de transição, que inclui de democratas graduados a ativistas progressistas, refletindo o debate em curso dentro do partido sobre a maneira de enfrentar a mudança climática, a desigualdade de renda e outras questões.

Biden também está recrutando pessoas que conceberam regras ambientais mais rígidas quando serviram ao presidente Barack Obama.

O desfecho da eleição ainda está indefinido em alguns estados. Trump tem uma vantagem de 50,0% a 48,7% na Carolina do Norte, enquanto Biden tem uma dianteira de 49,5% a 49,2% na Geórgia e de 49,4% a 49,0% no Arizona, de acordo com a consultoria Edison Research.

Nacionalmente, Biden lidera por 3,2 pontos percentuais, ou quase 5 milhões de votos, à medida que as últimas tabulações chegam.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.