Covid-19: Samu volta a ter aumento no número de chamados no Recife

Segundo o coordenador do Samu, Leonardo Gomes, houve um relaxamento da população nas medidas de proteção

PANDEMIA
Covid-19: Samu volta a ter aumento no número de chamados no Recife

Segundo o Serviço de Saúde do Recife, homens, na faixa dos 40 anos, estão entre os infectados que mais procuram o Samu - Foto: Foto: Reprodução

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) voltou a registrar crescimento no número de chamados para atendimento a casos suspeitos do novo coronavírus (covid-19), no Recife. 

Segundo o Serviço de Saúde, homens jovens, na faixa dos 40 anos, estão entre os infectados que mais procuram o atendimento. Os casos de covid-19 têm mudado a rotina dos profissionais, desde o começo da pandemia.

>> Vacina contra a covid-19: veja qual a documentação necessária para se imunizar

>> Coronavac tem taxa de eficácia geral de 50,38%, segundo Butantan

 

Aumento

A rotina no SAMU Recife tem sido muito movimentada. Além das ocorrências rotineiras, o serviço tem redobrado a atenção para os casos de covid-19.

Segundo a coordenação do SAMU, o número de chamados de atendimento para casos de síndrome respiratória tem aumentado, desde outubro do ano passado, quando foram enviadas 379 ambulâncias. Em novembro, foram 445 e, em dezembro, 507 ambulâncias.

Relaxamento nas medidas de proteção

Segundo o coordenador do serviço, Leonardo Gomes, houve um relaxamento da população, nas medidas de proteção.

>> Covid-19: UFPE disponibiliza ultrafreezers e 10 câmaras frias para armazenar doses da vacina

Antes da pandemia

Antes da pandemia, o Samu Recife atendia de 3 a 5 casos de síndromes respiratórias, por dia. Em abril de 2020, primeiro pico de contaminação, os chamados chegaram a 90, em 24h. Hoje, o número se mantém em uma média diária de 15. Apesar de ser menor que no início da pandemia, ainda é preocupante.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.