Enfermeira que debochou de eficácia da vacina contra a covid-19 é demitida

Além de debochar da vacina, enfermeira ainda publicou vídeo sem máscara no hospital em que trabalhava

PUNIÇÃO
Enfermeira que debochou de eficácia da vacina contra a covid-19 é demitida

Enfermeira disse que 'tomou vacina apenas porque iria viajar' - Foto: Reprodução/Instagram

A Santa Casa de Misericórdia de Vitória, no Espírito Santo, demitiu a enfermeira Nathanna Faria Ceschim após a repercussão de vídeos em que a profissional aparece debochando da eficácia da CoronaVac, vacina contra a covid-19 que está sendo utilizada no Brasil. Além disso, a mulher também gravou um vídeo na unidade de saúde sem máscara. 

A enfermeira foi vacinada na terça-feira (19) porque pertencia ao grupo prioritário do Plano de Vacinação, já que atuava na linha de frente do combate ao coronavírus.

O caso repercutiu na sexta-feira (22), quando a enfermeira postou um vídeo mostrando o comprovante de vacinação e afirmando que tomou a vacina apenas porque iria viajar. "Tomei por conta que quero viajar, e não para me sentir mais segura. Uma vacina que dá 50% de segurança para mim não é uma vacina. Tomei foi água", disse. 

 

>> Covid-19: Enfermeira é 1ª brasileira a ser vacinada, em São Paulo

>> "Me arrependo. Não terei coragem de tomar de novo", diz fotógrafo que furou fila da vacina da covid-19 em Jupi, Pernambuco

>> Com doses para menos de 1% da população, secretário de Saúde fura fila da vacinação contra a covid-19 em São José do Egito, Pernambuco

>> Vídeo: socorrista do Samu desmaia de medo de agulha na hora de se vacinar

 

Em nota, o Hospital disse que tomou todas as medidas sobre o caso e que não vai se pronunciar, além de destacar a importância da vacina como única solução possível para conter o avanço dos novos casos de coronavírus. O Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo informou que a Nathanna será investigada pelo Conselho de Ética da entidade.

Enfermeira diz estar com a consciência limpa

A conta de Nathanna na rede social chegou a ser desativada, mas ela logo reativou para se pronunciar sobre a polêmica. Ao final do vídeo, ela ainda se desculpou com as pessoas que se sentiram ofendidas pela sua atitude.

"Estou com a consciência limpa, não cometi crime algum. Em nenhum momento do vídeo fiz campanha contra a vacina. Apenas exerci meu direito como cidadã de expressar minha opinião, a famosa liberdade de expressão. Em nenhum momento eu debochei ou zombei dos mais de 200 mil óbitos que o Brasil teve", disse.

Nathanna ainda se intitula uma "bolsominion", apelido dado aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que tem negado desde o início da pandemia a gravidade do novo coronavírus. 

Nesta segunda-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro afirmou em suas redes sociais que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A vacina é a mesma que foi alvo de piadas da enfermeira.  

Veja o vídeo:

Ministério Público do Espírito Santo apura caso

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cível de Vitória, instaurou, na segunda-feira (25/01), procedimento para apurar supostas irregularidades na conduta de profissional de saúde quanto ao não uso de equipamentos de proteção individual, em especial da enfermeira Nathanna Faria Barbosa Ceschim, no exercício de suas funções no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória. Também gera dúvidas quanto aos seus serviços prestados no hospital em relação aos pacientes suspeitos ou confirmados da covid-19, em razão da declaração postada nas redes sociais na noite sexta-feira (22), bem como aos serviços prestados pelo próprio hospital.

Na portaria de instauração do procedimento, o MPES informa que tomou conhecimento de que a enfermeira recebeu a 1.ª dose da vacina contra a Covid-19 (lote 202010018 – lab. Butantan) na data de 19 de janeiro de 2021 pela vacinadora da Prefeitura Municipal de Vitória. No entanto, publicou em suas redes sociais, na noite de sexta-feira, vídeo em que aparece apenas de touca cirúrgica e sem máscara de proteção individual no local de trabalho, posteriormente identificado como sendo o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória, durante o expediente, debochando da vacina em frente a um computador do estabelecimento de saúde.

O MPES cita também que o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória, além de se tratar de hospital privado filantrópico possui contrato/convênio com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para atendimento aos pacientes graves/potencialmente graves com suspeita e diagnóstico para covid-19.

Ofícios

Além da instauração de procedimento, o MPES também encaminhou ofícios relacionados ao caso à Sesa, ao Conselho Regional de Enfermagem (Coren), ao Hospital Santa Casa de Vitória, e à própria enfermeira, que foi notificada para que preste esclarecimentos ao MPES em relação aos fatos.

No ofício à Secretaria de Saúde, o MPES questiona se Nathanna Ceschim presta serviços ao órgão e, em caso positivo, requer informações do tipo de vínculo (efetivo, contrato, temporário), cargo e outros dados relacionados. 

Ao Coren, o MPES questiona se a enfermeira possui registro para atuar profissionalmente, e se já respondeu a outros procedimentos. Indaga também se foi instaurado processo administrativo em desfavor dela, em razão da postagem nas redes sociais do vídeo em que aparece apenas de touca cirúrgica e sem máscara no local de trabalho. O MPES ainda requisita cópia do procedimento instaurado.

Ao Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória, o MPES questiona se já foi instaurado procedimento processo administrativo em desfavor da enfermeira, em razão da postagem do vídeo em que debocha da vacina contra a Covid-19 no próprio hospital sem os EPIs necessários. Também requisita informações do setor em que ela trabalha e o cargo. O Ministério Público pede, ainda, que seja identificado o local do hospital onde a enfermeira aparece no vídeo, entre outros questionamentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.