Sem consenso

Greve dos Caminhoneiros: veja quais entidades aderiram e quais são contra


Algumas das entidades que participaram da greve dos caminhoneiros de 2018 não aderiram ao movimento, em 2021

Karina Costa Albuquerque Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 01/02/2021 às 11:49
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

Caminhoneiros de todo o país iniciaram, nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, uma greve por tempo indeterminado. Parte dos caminhoneiros anunciou atos, nesta segunda-feira (1º), mas não há consenso e muitos motoristas já disseram que não vão cruzar os braços.

>> Greve dos Caminhoneiros: Ministro afirma que não vai negociar

Sem consenso

As principais entidades à frente da convocação são a CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística), a ANTB (Associação Nacional de Transporte no Brasil), e o CNTRC (Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas).

Outras entidades são contra a manifestação, inclusive algumas que participaram da greve de 2018, como a CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) e a Abrava (Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Autônomos).

>> Greve dos Caminhoneiros começa hoje, mas paralisação não é consenso

>> Petroleiros fazem ato em apoio à greve dos caminhoneiros e contra alta de combustíveis

>> Greve dos Caminhoneiros: Justiça proíbe bloqueio de rodovias; veja quais

>> Greve dos caminhoneiros: veja as reivindicações da categoria

>> Greve dos Caminhoneiros: Veja como estão as estradas na manhã desta segunda (1º) pelo Brasil

Quem aderiu à greve dos caminhoneiros?

  • Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas – CNTRC
  • Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística – CNTTL
  • Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Guarulhos - SINDITAC GRU
  • Associação Portuária dos Transportadores de Cargas do Brasil – ASPORTC
  • Associação de Motoristas Autônomos do Brasil – AMAB
  • Cooperativa dos Caminhoneiros Autônomos de Barra Mansa - COOPERTRINTA
  • Associação dos Caminhoneiros Autônomos do Sul Fluminense – ACASULF
  • Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de São José dos Pinhais – SINDITAC SJP
  • Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Jundiaí e Região - SINDICAM Jundiaí
  • Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Rio Grande e Região – SINDICAM RIO GRANDE
  • Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro - SINDPETRO-RJ
  • Federação Nacional dos Petroleiros – FNP
  • Associação Nacional de transporte do Brasil – ANTB
  • Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aquaviários e Aéreos, na Pesca e nos Portos – CONTTMAF

>> Greve dos Caminhoneiros ganha apoio de mais uma entidade; Bolsonaro se pronuncia

>> Greve dos Caminhoneiros em fevereiro: confira o que se sabe até agora

>> Bolsonaro indica que não conseguirá reverter aumento de R$ 0,09 do diesel e caminhoneiros sinalizam greve

>> Apelamos para eles que não façam greve", diz Bolsonaro sobre paralisação dos caminhoneiros

>> Sob pressão de nova greve dos caminhoneiros em fevereiro, governo cede a pedidos da categoria

>> Nova greve de caminhoneiros: entidade com 800 mil motoristas apoia paralisação a partir de segunda-feira

Entidades que ficaram contrárias à greve dos caminhoneiros

  • A CNT (Confederação Nacional do Transporte), representante de empresas do setor, afirmou que não apoia nenhum tipo de paralisação, em nota assinada pelo presidente Vander Costa. Confira, na íntegra:
    "A CNT (Confederação Nacional do Transporte), por intermédio do seu presidente, Vander Costa, vem a público informar que não apoia nenhum tipo de paralisação de caminhoneiros e reafirma o compromisso do setor transportador com a sociedade.
    Se houver algum movimento dessa natureza, as transportadoras garantem o abastecimento do país, desde que seja garantida a segurança nas rodovias."
  • A CNTA, que participou da greve de 2018, também disse que não participará do movimento deste ano.
  • O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, conhecido como Chorão, afirmou que não vai aderir à greve dos caminhoneiros

Mais Lidas