ECONOMIA

Sem Carnaval em 2021, prefeito de Olinda diz que gestores vão ter que se reinventar


Carnaval foi suspenso em Pernambuco por conta da pandemia da covid-19

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 01/02/2021 às 14:38
SECOM/ Olinda
FOTO: SECOM/ Olinda
Leitura:

Em tempos normais, a cidade de Olinda já estaria preparada para receber milhões de foliões durante os quatro dias de Carnaval. No entanto, com a pandemia da covid-19, a folia de momo foi suspensa em Pernambuco em 2021. O prefeito de Olinda, Professor Lupércio diz que esse é um momento em que os gestores precisam se reinventar.

“Sabemos a importância do nosso carnaval. Sem desmerecer nenhuma cidade, Olinda é o berço e o carro chefe da cultura pernambucana. É uma cidade conhecida mundialmente. A gente sabe o quanto o carnaval mexe na economia local e emprega de forma direta e indireta (...) Todos os gestores vão ter que se reinventar, e aqui em Olinda não vai ser diferente, mas temos que dar prioridade à vida", comentou o prefeito durante o Debate da Super Manhã, nesta segunda-feira (1º).

>> Carnaval 2021 é suspenso em Pernambuco por conta da Covid-19

>> Vai ter que cancelar hospedagem no Carnaval? Procon Pernambuco orienta

>> Carnaval 2021 em Pernambuco: "Feriado está suspenso", afirma secretário

>> Covid-19: mesmo durante pandemia, blocos carnavalescos promovem aglomerações no Recife

De acordo com o prefeito de Olinda, mais de 4 milhões de pessoas circulam por Olinda durante o carnaval.

Combate à pandemia

Professor Lupércio comenta que Olinda está conseguindo administrar a pandemia da covid-19 e que a prioridade é a vida. "Olinda, modéstia à parte, vem dando conta do recado desde o início da pandemia. Especificamente falando sobre o carnaval, esse é um momento que nós temos que dar toda atenção em relação à vida, que está em primeiro lugar.

Segundo o prefeito, a cidade tem realizado uma fiscalização constante para evitar aglomerações na cidade.


Mais Lidas