investigação

Laudo da Defesa Civil em edifício onde idosa morreu ao ser atingida por pedra deve sair em 15 dias

A perícia realizou a análise no edifício e as pedras que mataram a idosa teriam se soltado da altura do sexto andar

Com informações de Mário Oliveira
Com informações de Mário Oliveira
Publicado em 08/02/2021 às 18:31
TV Jornal
FOTO: TV Jornal
Leitura:

Os técnicos da Defesa Civil do Recife analisaram a fachada do Edifício São Cristóvão, que fica na Rua da Aurora, no Centro do Recife, onde uma idosa morreu após ser atingida na cabeça por pedaços de pedra, nesta segunda-feira (8). De acordo com testemunhas, um pedaço da estrutura do edifício teria se desprendido e atingido a cabeça da mulher de 60 anos. A perícia informou que, provavelmente, as pedras se soltaram da altura do sexto andar. Um laudo com o resultado da vistoria deve sair em 15 dias.

Por causa do acidente, a Defesa Civil do Recife decidiu isolar a área da calçada e bloquear uma das entradas do prédio. Segundo os técnicos da Defesa Civil do Recife, existe o risco de que outros fragmentos possam se desprender da fachada e provocar novos acidentes.

“A vítima vinha caminhando normalmente na calçada quando desprendeu um segmento rochoso e atingiu a cabeça dela, causando um afundamento de crânio. Ela morreu na hora. Mesmo se tivesse um socorrista de imediato, ela não teria a menor chance de sobreviver por conta da lesão que foi deixada, detalhou o perito Severino Arruda.

Parentes inconformados

Os familiares da vítima estiveram no prédio, mas não conseguiram falar com os responsáveis pelo condomínio. A sobrinha da vítima, que pediu para não mostrar o rosto, contou que a tia estava saindo do trabalho quando o acidente aconteceu. Ela era cuidadora de idosos. O prédio apresenta uma estrutura deteriorada e aparenta não ter manutenção.

Mais Lidas