Política

Bolsonaro veta vice-presidente, Hamilton Mourão, de reunião ministerial

Relação entre presidente e o vice está estremecida

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 09/02/2021 às 15:56
Valter Campanato/Agência Brasil
FOTO: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

O presidente da República, Jair Bolsonaro, excluiu o vice-presidente, Hamilton Mourão, de uma reunião ministerial que aconteceu nesta terça-feira (9). A reunião é considerada importante e reuniu 22 dos 23 ministros de Estado. Os únicos que ficaram de fora foram Fábio Faria (ministro das Comunicações), que está em viagem internacional, e Mourão.

A reunião também não estava marcada na agenda oficial do presidente. Desde o início do mandado, em 2019, Bolsonaro promovia reuniões mensais com os principais membros do governo. Mourão sempre esteve presente, sentando ao lado do presidente da República.

A relação entre o presidente e o vice estremeceu depois do vazamento de mensagens de um assessor de Mourão fazendo críticas a Bolsonaro e falando sobre a possibilidade de Mourão assumir a presidência. Na época, Mourão exonerou o assessor e criticou o teor das mensagens.

Reação de Mourão

Ao longo da manhã, Mourão esteve no Palácio do Planalto. No retorno do almoço, a imprensa na frente do prédio perguntou se ele havia se incomodado com a falta do convite. Mourão disse que “não”. “Não fui convidado. Não fui chamado. Então, acredito que o presidente julgou que era desnecessária minha presença. Só isso”, disse Hamilton Mourão.

Mais Lidas