Coordenador-geral do Samu Recife fala sobre morte de socorrista por complicações da covid-19

A socorrista do Samu Recife, Liliane Quitéria dos Santos, lutava contra sequelas deixadas pela doença há cerca de 9 meses

TRISTEZA
Coordenador-geral do Samu Recife fala sobre morte de socorrista por complicações da covid-19

Socorrista do Samu Recife morreu após complicações da covid-19 - Foto: Day Santos/JC Imagem

Com informações de Mônica Ermírio, da TV Jornal

O coordenador-geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Recife), Leonardo Gomes, se pronunciou sobre a morte da primeira socorrista por complicações da covid-19 e lamentou o ocorrido. A técnica de enfermagem, Liliane Quitéria dos Santos, de 48 anos, desenvolveu uma infecção no cérebro e não resistiu. A socorrista do Samu Recife lutava contra as sequelas deixadas pela covid-19 há cerca de nove meses, quando apresentou os primeiros sintomas do novo coronavírus.

‘’Ela era uma profissional da linha de frente do Samu e estava trabalhando até o dia em que adoeceu. A gente não sabe se ela contraiu no trabalho ou quando a circulação (do vírus da covid-19) estava tão forte no município. Infelizmente, ela perdeu a vida por causa dessa doença’’, disse Leonardo Gomes, em entrevista à repórter Mônica Ermírio, da TV Jornal. 

Vacina contra a covid-19

Todos os 600 profissionais da linha de frente do Samu Recife já tomaram a primeira dose da vacina e ainda esta semana, enfermeiros, médicos e condutores receberão a segunda dose do imunizante. A socorrista Liliane Quitéria teve a doença antes de existir uma vacina testada e aprovada. Após passar por alguns hospitais, o quadro se agravou e ela se tornou a primeira socorrista do Samu Recife vítima da covid-19.

Covid-19 em Pernambuco

Em maio de 2020, Pernambuco tinha registrado 34.450 casos confirmados, 15.342 pessoas curadas e 2.807 mortes pela covid-19. Até esta terça-feira (16), de acordo com o último boletim emitido pelo Governo do Estado, 282.913 pessoas já foram diagnosticadas com a doença e 10.711 pessoas vieram a óbito. Desse número, 83 mortes foram de profissionais que atuavam na linha de frente da saúde. 

> Covid-19: Confira a previsão do Governo Federal para entregas de vacinas em 2021

> Bairros da Zona Sul do Recife estão no topo do ranking dos locais com mais mortes por covid-19

‘’O Samu é a primeira resposta para os atendimentos de casos da síndrome aguda respiratória grave. ter essa equipe imunizada é um alento para todos os profissionais que trabalharam antes sem vacina, mas não deixaram de salvar vidas’’, concluiu o coordenador-geral do Samu Recife, Leonardo Gomes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.