Polícia investiga dois feminicídios ocorridos no Recife

Vítimas dos feminicídios tinham 58 e 40 anos

VIOLÊNCIA
Polícia investiga dois feminicídios ocorridos no Recife

As duas vítimas foram mortas a facadas - Foto: Tião Siqueira/JC Imagem

Duas mulheres foram esfaqueadas e mortas na madrugada desta quinta-feira (18) no Recife. A Polícia Civil trata os casos como feminicídios.

Uma das vítimas foi Ilma Alberto da Silva Rocha, de 58 anos. Ela havia acabado de sair de casa quando o suspeito apareceu e a esfaqueou na Rua Dom Antônio Viçoso, no bairro do Barro, Zona Oeste do Recife. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

 

>> Mulher de 56 anos é encontrada morta dentro de casa em Santo Amaro

>> Mulher que estava desaparecida é encontrada morta em Olinda, com sinais de violência sexual

 

O responsável pelas facadas foi localizado e preso em flagrante, minutos depois do crime. De acordo com o delegado Fábio Lacerda, ele seria ex-companheiro da vítima e nunca aceitou o fim do relacionamento.

O suspeito foi levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Mulher chegou a ser socorrida, mas não resistiu 

A outra vítima foi Graciete Gomes da Silva, de 40 anos, que também foi esfaqueada. O crime aconteceu no bairro da Ilha do Leite, na Avenida Joaquim Inácio.

Graciete chegou a ser socorrida para o Hospital da Restauração, mas não sobreviveu. O delegado Fábio Lacerda fala como o caso deve ser tratado. “A princípio, o caso está sendo tratado como feminicídio, mas no decorrer das investigações isso pode mudar”, disse.

Aumento de assassinatos de mulheres 

Dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) revelam que Pernambuco registrou uma alta de 19% nos assassinatos de mulheres em janeiro de 2021, se comparado com os números de janeiro de 2020.

 

>> Polícia encontra corpo de manicure que foi jogada de ponte no Recife 

>> Mulher é encontrada morta em praia em Jaboatão dos Guararapes

>> Mulher é assassinada em parada de ônibus no Cabo de Santo Agostinho

 

De acordo com a SDS, dos 25 casos registrados no mês passado, nove foram classificados como feminicídios. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.