Pandemia do novo coronavírus

Jovens que se aglomeram não poderão chorar quando não tiver vaga no hospital para os pais, diz secretário de Justiça de Pernambuco


OUÇA: Em entrevista à Rádio Jornal, secretário Pedro Eurico disse que jovens que se aglomeram deveriam estar fantasiados de He-Man ou Homem-Aranha

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 03/03/2021 às 9:51
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

Em meio ao aumento dos casos de covid-19 em Pernambuco, o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, alertou para os riscos de jovens levarem o vírus para pessoas mais velhas da própria família. Para ele, jovens que descumprem regras de distanciamento e isolamento social, que não usam máscaras e não mantêm higiene frequente das mãos não vão poder chorar, se o sistema de saúde pública colapsar e não houver vagas para pais e avós.

Em entrevista ao Passando a Limpo, da Rádio Jornal, na manhã desta quarta-feira (3), Pedro Eurico comparou jovens que desrespeitam os protocolos de segurança com super-heróis, como se fossem protegidos do vírus. “Esses jovens super-heróis, que deveriam estar fantasiados de He-Man ou Homem-Aranha, a qualquer momento, se eles não tomam cuidado, eles são vetores para seus pais e avós”, iniciou o secretário, prosseguindo: “E não vá pra porta da TV Jornal, da Rádio Clube ou da Rádio Jornal, chorar, dizer que não tinha lugar pro pai dele”, disse.

“Não tem lugar porque ele foi irresponsável, ele não teve respeito com a própria família e ele tem que ter cuidado com isso. A gente tem obrigação de cobrar consciência das pessoas. A gente não pode pensar isoladamente”, analisou o secretário, pedindo que pessoas de todas as idades respeitem os protocolos de segurança.

Confira a entrevista na íntegra:


Mais Lidas