Pandemia

No Recife, live com premiação de Brega tem aglomeração e pessoas sem máscara; transmissão com 10 mil espectadores foi encerrada


Live acontecia exatamente no primeiro dia do novo decreto que impede atividades não essenciais de funcionarem depois das 20h

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 05/03/2021 às 7:55
Divulgação/Procon
FOTO: Divulgação/Procon
Leitura:

Pessoas sem máscaras e muita gente sem manter o mínimo distanciamento social. Este era o cenário em uma produtora, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, na noite da quinta-feira (4). O local realizava a transmissão na internet de uma premiação de bandas de brega de Pernambuco. O Procon foi acionado através de uma denúncia e encerrou a transmissão, que era assistida por 10 mil pessoas.

Passava das 22h, quando a denúncia foi recebida pelos agentes do Procon. A premiação “Brega Awards” era transmitida direto da empresa 3TS Comunicação, que fica na Iputinga. “No local foi constatada que havia diversas pessoas, entre cantores e bailarinos, algumas circulando sem máscara, e em alguns ambientes com mais de 10 pessoas. O local foi interditado e a live, que estava sendo acompanhada por mais de 10 mil pessoas, teve a transmissão encerrada”, informou o Procon por meio de nota.

Decreto

O evento aconteceu exatamente no primeiro dia em que o novo decreto do governo estadual que trata de atividades não essenciais deveria ser cumprido. De acordo com a determinação, atividades não essenciais só podem funcionar entre 5h e 20h, portanto, a produtora não tinha autorização para apresentar uma live às 22h.

Fiscalização

Na noite de quinta-feira (4), agentes do Procon realizaram fiscalização nos bairros Pina, Brasília Teimosa, Boa Viagem, Cordeiro, Estadra do Forte, San Martin e Iputinga. Ambulantes foram advertidos e encerraram atividades. Profissionais da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar também participaram da fiscalização.


Mais Lidas