Crise do novo coronavírus

Paulo Guedes confirma antecipação do 13º para aposentados; veja possível calendário


Antecipação do 13º para aposentados é uma das medidas que o governo vai tomar para tentar amenizar a crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 06/03/2021 às 9:07
Marcello Casal Jr./ABr
FOTO: Marcello Casal Jr./ABr
Leitura:

Após muita especulação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo vai antecipar o 13º para aposentados neste ano de 2021. O anúncio foi feito nessa sexta-feira (5).

Em entrevista coletiva, Guedes afirmou que o governo precisa reforçar os programas sociais para combater a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Questionado pelos repórteres sobre quais medidas poderiam ser tomadas, além da prorrogação do auxílio emergencial, o ministro citou o 13º dos idosos.

“Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o 13º dos mais frágeis, dos mais idosos", disse Paulo Guedes. Ao UOL, o Ministério da Economia confirmou que Guedes se referia ao 13º dos aposentados.

Calendário da antecipação do 13º para aposentados

Paulo Guedes citou expressamente que o 13º só pode ser depositado após a aprovação do orçamento. Em fevereiro, a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) do Senado divulgou que o Congresso Nacional deve fazer a votação final do Projeto da Lei Orçamentária Anual de 2021 em 24 de março.

No ano passado, o 13º também foi adiantado e pago no primeiro semestre, no valor de R$ 47,5 bilhões. Normalmente, o 13º é dividido em duas parcelas, que são depositadas em agosto e novembro.

Ou seja, como Guedes afirmou que “assim que” o orçamento for aprovado, o benefício será antecipado, há grandes chances do 13º deste ano para aposentados ser depositado ainda neste primeiro semestre.

"Qual a lição que fica? Que nós temos que reforçar os programas sociais, que colocam o dinheiro no bolso do mais pobre, e não esse enorme aparelho estatal", disse o ministro.


Mais Lidas