Com mais 2.227 casos, Pernambuco tem segundo dia seguido de recorde na média móvel de casos de covid-19

Pernambuco tem 341.249 casos confirmados de Covid-19, e vem em sequência de números altos

PANDEMIA
Com mais 2.227 casos, Pernambuco tem segundo dia seguido de recorde na média móvel de casos de covid-19

Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) foram repassados pela SES-PE - Foto: Martin Lopez/Pexels

O Estado de Pernambuco bateu, pelo segundo dia consecutivo, recorde na média móvel de casos do novo coronavírus (covid-19). De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta sexta-feira (26), foram registradas 2.227 confirmações da doença nas últimas 24h. Com o dado, a média móvel, que leva em consideração os números dos últimos 7 meses, atingiu a marca de 1.960 casos, sendo o maior número desde o início da pandemia. O recorde anterior foi dessa quinta (25), quando o Estado confirmou a média de 1.958 casos.

As confirmações desta sexta apresentam uma tendência de alta de 63% em relação a média móvel de 14 dias atrás. A média móvel é considerada a melhor forma de medir o comportamento da pandemia, pois ela contabiliza a média dos últimos 7 meses - contando com hoje - e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica instabilidade.

O Estado vem registrando altos números da covid e batido recordes. Nessa quinta-feira (26), além de registrar média móvel alta, o Estado também atingiu o maior número de casos, desde o início da pandemia, com 2.786 confirmações.

Boletim desta sexta-feira

Entre as confirmações desta sexta-feira (26), 148 (6,7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.079 (93,3%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 341.249 casos confirmados da doença, sendo 35.304 graves e 305.945 leves.

Em relação aos óbitos, o boletim desta sexta trouxe 62 confirmações provocadas pelo novo coronavírus (covid-19), ocorridas entre 10/10/2020 e 25/03/2021. Com isso, o Estado totaliza 11.915 mortes pela Covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Dias difíceis

Atualmente, os últimos dias têm sido difíceis para Pernambuco. Isso porque o Estado tem batido recordes nos números da covid-19. Além de registrar média móvel alta nessa quinta, o Estado também atingiu o maior número de casos, desde o início da pandemia, com 2.786 confirmações.

Casos

O Estado registrou 2.227 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 148 (6,7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.079 (93,3%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 341.249 casos confirmados da doença, sendo 35.304 graves e 305.945 leves.

Mortes

Nesta sexta-feira (26), o Estado de Pernambuco também confirmou 62 óbitos provocados pelo novo coronavírus (covid-19), ocorridos entre 10/10/2020 e 25/03/2021. Com isso, o Estado totaliza 11.915 mortes pela Covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Quarentena

O governador Paulo Câmara anunciou, em pronunciamento nessa quinta-feira (25), que o período de quarentena em Pernambuco foi prorrogado até o próximo dia 31 de março. Ao todo, serão 14 dias de medidas restritivas mais intensas para evitar a propagação da covid-19. De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, um novo Plano de Convivência entrará em vigor em todo o Estado, entre os dias 01 e 25 de abril.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.