RECORDE

Em 24h, Pernambuco confirma quase 3 mil novos casos de covid-19


Agora, Pernambuco totaliza 352.218 casos confirmados da covid-19

Atualizada às 13h21
Atualizada às 13h21
Publicado em 01/04/2021 às 13:12
Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

No primeiro dia após 14 dias de quarentena mais rígida, Pernambuco bateu recorde de casos confirmados em 24h: foram 2.987 novos casos registrados neste período. Entre os quase 3 mil casos confirmados, nesta quinta-feira (1º), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), 244 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.743 (92%) são leves.

Antes disso, o recorde era da quinta-feira (25) passada, quando foram confirmados 2.786 novos contaminados.

Agora, Pernambuco totaliza 352.218 casos confirmados da doença, sendo 36.277 graves e 315.941 leves.

Óbitos

Também foram confirmados 74 óbitos, ocorridos entre 18/04/2020 e 31/03/2021. Com isso, o Estado totaliza 12.249 mortes pela covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

>> Covid-19: 'Tem jovem precisando de pulmão artificial para sobreviver em Pernambuco', diz secretário

>> Com 3.869 mortes, Brasil registra novo recorde de óbitos por covid-19 em 24h

Flexibilização

Após 14 dias de quarentena mais rígida, quando apenas serviços essenciais puderam funcionar, Pernambuco dá início, nesta quinta-feira (1º), a um novo plano de convivência com a covid-19. O retorno das atividades sociais e econômicas ocorre de maneira gradual, com alterações de horários e quantidade de pessoas, até o dia 25 deste mês.

De acordo com a nova determinação estadual, no Grande Recife, o funcionamento de atividades econômicas está permitido das 10h às 20h durante a semana, e das 9h às 17h nos sábados, domingos e feriados. No interior do Estado o funcionamento de tais atividades pode acontecer de 5h às 20h, nos dias úteis, e de 6h às 14h aos sábados, domingos e feriados.

>> Paciente internado com covid-19 escreve bilhete denunciando falta de medicamentos em hospital de Caruaru

>> Estamos em uma orquestra e cada músico quer cantar sua música, diz especialista ao criticar lentidão na vacinação contra covid-19

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95

Mais Lidas