Covid-19: Brasil bate nova marca com 4.195 mortes em 24 horas

O Brasil vive o pior momento da pandemia e vem batendo sucessivos recordes relacionados à covid-19, nos últimos dias

PANDEMIA
Covid-19: Brasil bate nova marca com 4.195 mortes em 24 horas

Desde o início da pandemia, 336.947 pessoas morreram por causa da covid-19 (novo coronavírus). - Foto: Bruno Kelly/Reuters

Com informações da Agência Brasil

O Brasil bateu a marca das quatro mil mortes diárias por covid-19. De acordo com o balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite dessa terça-feira (6), em 24h, as autoridades de saúde confirmaram 4.195 óbitos em função da doença.

Com isso, o número de vítimas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus subiu para 336.947. Ainda há 3.598 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso, porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

>> Covid-19: reinfecção pode acontecer e ser mais grave, mesmo sem variantes

>> Brasil ultrapassa os 13 milhões de casos de covid-19

 

Casos

Já o número de novos casos confirmados em 24 horas foi de 86.979. O país chegou a 13.100.580 pessoas infectadas desde o início da pandemia. 

O número de pessoas recuperadas subiu para 11.558.774. Já a quantidade de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.204.849.

Os dados em geral são menores aos domingos e segundas-feiras pela menor quantidade de trabalhadores para fazer os novos registros de casos e mortes. Já às terças-feiras eles tendem a ser maiores, já que neste dia o balanço recebe o acúmulo das informações não processadas no fim-de-semana.

 

>> Covid-19: Brasil tem semana com mais mortes desde o início da pandemia

>> Em uma semana, mortes por covid-19 aumentam 14% e infectados 6% no Brasil

>> Covid-19: 'Tem jovem precisando de pulmão artificial para sobreviver em Pernambuco', diz secretário

 

Recordes

O país vive o pior momento da pandemia e vem batendo sucessivos recordes relacionados à covid-19, nos últimos dias. Na segunda-feira (5), o Brasil tornou-se o segundo a ultrapassar a marca de 13 milhões de casos de covid-19, depois dos Estados Unidos, que já supera os 30 milhões.

Além disso, a semana passada foi a mais letal da pandemia de covid-19 no Brasil, com registro de 17.798 óbitos, e a média móvel ficou, por dois dias consecutivos, acima de 3 mil registros diários.

 

>> Covid-19: confira como escapar do golpe da 'vacina de vento'

>> Covid-19: Com 3.869 mortes, Brasil registra novo recorde de óbitos em 24h

>> Paciente internado com covid-19 escreve bilhete denunciando falta de medicamentos em hospital de Caruaru

>> Covid-19: Pernambuco confirma maior número de mortes desde julho de 2020

>> Por que, mesmo com a vacina, as pessoas podem ser infectadas pela covid-19? Médica explica

>> Vacinas, medidas preventivas e variantes: Especialistas tiram dúvidas sobre a covid-19

 

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (78.554), Rio de Janeiro (38.040), Minas Gerais (25.795), Rio Grande do Sul (21.018) e Paraná (17.685). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.306), Amapá (1.346), Roraima (1.362), Tocantins (2.133) e Sergipe (3.642).

Vacinação

Até o início da noite dessa terça (6), haviam sido distribuídas 43,3 milhões de doses de vacinas. Deste total, foram aplicadas 22,4 milhões de doses, sendo 17,4 milhões da 1ª dose e 4,9 milhões da 2ª dose.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.