Caso Henry: Mãe de Henry foi a salão de beleza, após enterro do filho

Mãe de Henry foi presa nesta quinta-feira, suspeita de participar do assassinato do próprio filho

CASO MENINO HENRY
Caso Henry: Mãe de Henry foi a salão de beleza, após enterro do filho

Henry tinha 4 anos - Foto: Reprodução

Monique Medeiros, mãe do menino Henry, passou a tarde em um salão de beleza no dia seguinte ao sepultamento do próprio filho. Ela e o namorado, o vereador Dr. Jairinho, foram presos na manhã desta terça-feira (8), suspeitos por serem responsáveis pela morte do menino de quatro anos de idade

De acordo com o G1, a polícia apurou que o salão fica localizado em um shopping no bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Pelo menos três profissionais cuidaram dos pés, mãos e cabelos da mulher. No final, Monique desembolsou R$ 240 pelos serviços de beleza. 

Investigações do Caso Henry

Desde a morte de Henry, a polícia ouviu 18 pessoas no processo. De acordo com os investigadores, em fevereiro, Monique descobriu que Jairinho batia em Henry.

Há também a suspeita de que os dois ameaçaram testemunhas para tentar combinar versões a serem dadas nos depoimentos aos policiais. O casal nega envolvimento com a morte da criança. 

Henry morreu na madrugada de 8 de março. De acordo com o padrasto e a mãe, o menino teria caído da cama onde dormia. Uma perícia no apartamento afastou essa hipótese. O laudo necroscópico também identificou lesões em várias partes do corpo da criança. A causa da morte foi "hemorragia interna e laceração hepática [danos no fígado] causada por uma ação contundente [violenta]". 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.